REPOSIÇÃO HORMONAL – O GUIA ABSOLUTAMENTE COMPLETO

O objetivo dessa página é reunir conteúdos esclarecedores sobre os Tratamentos de Reposição Hormonal (TRH)  na Menopausa.

A menopausa é caracterizada pela parada definitiva da menstruação por 12 meses seguidos, decorrente da falência dos ovários  na produção de hormônios femininos como os estrógenos e progesterona.

O tratamento é realizado na “raiz do problema”, através da terapia de reposição (TRH) e modulação hormonal (TMH), desde que não haja contra-indicações.

Porém, ainda existem muitas dúvidas em relação a eficácia desses tratamentos, em virtude dos supostos  riscos que podem acarretar na saúde de seus adeptos.

Mas, não tome conclusões precipitadas, continue lendo para compreender tais tratamentos.

Vamos começar com um pouco de história sobre a terapia de reposição hormonal.

Em 1929 os sintomas da menopausa, começaram a ser relacionados com as disfunções hormonais, e somente em 1942  o estrogênio foi liberado pelo FDA (Food and Drug Administration) para o tratamento dos sintomas vasomotores, os chamados calorões.

Após a publicação do livro Femininas para sempre escrito pelo médico ginecologista Dr. Robert A.Wilson, houve uma explosão no consumo de estrogênios pelas mulheres.

Mas até então, não se sabia que os estrogênios usados de forma isolada, estimulavam o endométrio, que é a camada interna do útero, com isso houve um aumento do câncer de endométrio, o que freou o seu consumo indiscriminado.

A história da terapia de reposição hormonal traz um temor relacionado ao aumento de cânceres, principalmente de mama, sendo que os estudos publicados foram feitos com hormônios onde a molécula não é similar a que tem no seu corpo.

Na atualidade existem os hormônios onde as moléculas são similares às dos hormônios que o seu corpo produz, dessa forma o estímulo no receptor desencadeia a função fisiológica mantendo um bom funcionamento celular.

Esse hormônios chamado bioidênticos ou isomoleculares, que têm exatamente a mesma estrutura química e molecular dos hormônios produzidos pelo nosso organismo.

Estas informações estão interessantes para você? Se sim, continue lendo para entender mais sobre:

 

Terapia de modulação e reposição hormonal

A terapia de reposição hormonal tem por objetivo, devolver ao organismo os hormônios que não são mais ser produzidos naturalmente, corrigindo os sintomas da menopausa.

Já a modulação hormonal, regula os níveis hormonais com suas doses corretas de acordo com a individualidade biológica, para que o equilíbrio fisiológico seja mantido, atenuando os sintomas decorrentes das disfunções hormonais.

A modulação, deste modo, auxilia na restauração do equilíbrio hormonal, amparando carências ou reduzindo excessos.

 

Para que serve a TRH

A menopausa é consequência do declínio da função ovariana decorrente do avanço da idade.

Logo, os tratamentos propostos agem repondo ou modulando as taxas hormonais necessárias para promover o funcionamento adequado do organismo.

O tratamento tem o propósito de amenizar os sintomas causados pela menopausa, como os calorões, distúrbios nos órgãos genitais, alterações do humor, dentre outros, preservando o  bem-estar de todas as mulheres nesse período.

A TRH Pode ser realizada com dosagens baixas de hormônios, por via oral,  transdérmica (adesivos sobre a pele ou gel), via vaginal e  ainda com implantes hormonais, método este menos utilizado.

Não há uma estimativa de tempo ao qual a terapia hormonal deve ser mantida, esse fator será avaliado conforme o caso do paciente.

Quem pode fazer a TRH

Todas as mulheres que não apresentem contra-indicações pode fazer a terapia de reposição hormonal.

O período de início da menopausa é um fator determinante para o início TRH bem sucedida.

Quando o tratamento se inicia fora da chamada “janela de oportunidade” que são até 10 anos após a menopausa , os fatores de risco para infartos e derrames aumentam significativamente.

Estudos indicam que se o tratamento iniciar dentro do intervalo proposto, os riscos diminuem bastante.

As contra-indicações para a TRH são: portadores de câncer de mama e endométrio, trombose e doenças relacionadas ao fígado.

 

Riscos vs Benefícios

A TRH pode agravar doenças hepáticas e tromboembólicas pois a metabolização dos hormônios ocorre no fígado e ainda se formam metabólitos que interferem no processo de coagulação. Além disso os estrogênios são estimuladores do epitélio mamário e endometrial.

Mas tenha a certeza de que o TRH não é o único causador de tais patologias, podendo ser apenas uma “gota d’água” em um copo prestes a transbordar, pois há vários fatores que influenciam o desenvolvimento das doenças.

Faça sempre um balanceamento entre seus riscos e benefícios, dessa forma, certamente você fará a melhor escolha sob a orientação do seu médico.

Ao optar tanto pela terapia de reposição quanto de modulação hormonal, você terá todos os benefícios que vão aliviar consideravelmente todos os sintomas que interferem na sua qualidade de vida e bem estar geral.

A menopausa não é uma doença e sim uma fase da sua vida, onde você pode vivê-la sem sofrimento, usando os artifícios necessários para que isso aconteça.

Nesta página você poderá acompanhar todos os artigos já publicados no blog sobre tratamentos hormonais na menopausa, esclarecer suas dúvidas e adquirir conhecimento sobre o tema:

➤➤➤ TIBOLONA – APRENDA O QUE É E PARA QUE SERVE A TIBOLONA

➤➤➤ EM FORMA NATURAL É UM TRATAMENTO EFICAZ PARA COMBATER OS SINTOMAS DA MENOPAUSA?

➤➤➤ EM FORMA DE GEL FUNCIONA NA MENOPAUSA?

➤➤➤ É POSSÍVEL FAZER UMA REPOSIÇÃO HORMONAL FEMININA NATURAL NA MENOPAUSA?

➤➤➤ 7 MITOS REVELADOS DA REPOSIÇÃO HORMONAL FEMININA QUE AINDA VOCÊ DEVE ACREDITAR

➤➤➤ SERÁ QUE O CHÁ DE AMORAS PODE SER PERIGOSO COMO TRATAMENTO PARA MENOPAUSA? DESCUBRA AQUI A RESPOSTA

➤➤➤ TUDO SOBRE O ‘CHIP’ ANTICONCEPCIONAL OU IMPLANTE CONTRACEPTIVO SUBCUTÂNEO DE GESTRINONA

➤➤➤ TRATAMENTO PARA TPM COM O IMPLANTE ‘CHIP’ HORMONAL DE GESTRINONA

➤➤➤ TRATAMENTO PARA ENDOMETRIOSE COM IMPLANTE HORMONAL

➤➤➤ SANGRAMENTO UTERINO ANORMAL: O IMPLANTE ‘CHIP’ HORMONAL COMO TRATAMENTO

➤➤➤ SEIOS DOLORIDOS: O IMPLANTE ‘CHIP’ HORMONAL DE GESTRINONA FUNCIONA COMO TRATAMENTO?

➤➤➤ TRATAMENTO PARA ADENOMIOSE COM IMPLANTE ‘CHIP’ HORMONAL DE GESTRINONA

➤➤➤ TRATAMENTO PARA MIOMA UTERINO COM IMPLANTE ‘CHIP’ HORMONAL DE GESTRINONA

➤➤➤ TRATAMENTO DA MENOPAUSA COM IMPLANTES HORMONAIS

➤➤➤ IMPLANTES HORMONAIS: O GUIA ABSOLUTAMENTE COMPLETO


Conforme novos artigos sobre reposição hormonal forem publicados, você poderá acompanhá-los de forma organizada nesta página, para facilitar seu aprendizado e permitir com que você tenha excelentes experiências no blog.
Aqui você aprenderá viver a sua maturidade da melhor maneira possível

4.91/5 (22)

Avalie isso

Comenta AQUI