TRATAMENTO PARA TPM COM O IMPLANTE ‘CHIP’ HORMONAL DE GESTRINONA

tratamento para tpm com implante chip hormonal de gestrinona
tratamento para tpm com implante chip hormonal de gestrinona

Você tem aquela TPM que lhe incomoda, lhe atormentando todos os meses? Mas, mesmo assim não desistiu de procurar um tratamento para TPM?

Algumas mulheres sofrem tanto com a TPM, que seus efeitos acabam tendo um impacto muito negativo na sua qualidade de vida.

Por isso, é importante que toda mulher, além de entender tudo que está relacionado à TPM, saber que existe uma proposta muito efetiva para acabar com todo esse desconforto.

O que é TPM e quando ocorre?

A sigla TPM significa tensão pré-menstrual, que é o nome dado ao período cíclico que antecede a menstruação, englobando uma série de sinais e sintomas físicos, como também comportamentais.

Aqui, você vai aprender bastante sobre TPM, principalmente sobre uma proposta eficaz para o tratamento para TPM.

Agora, caso queira se aprofundar e saber mais detalhes sobre a TPM, vale muito a pena dar uma olhada em no artigo sobre os sintomas quando a menstruação esta chegando. Lá, você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre TPM.

Voltando à TPM, você sabia que a tensão pré-menstrual, segundo dados do Ministério da Saúde, afeta cerca de 70% da população feminina? E é por isso que é muito importante buscar uma solução.

E quando ocorre?

A partir da segunda metade do ciclo menstrual, isto é, no período do ciclo entre a ovulação e a próxima menstruação, a mulher passa a ter um ou vários sintomas.

É claro que o período do aparecimento dos sintomas vai variar, ou seja, você pode ter os sintomas 15 dias antes ou um ou dois dias antes da menstruação.

Quando a mulher menstrua, esses sintomas, obrigatoriamente, têm que desaparecer, começando tudo novamente no mês seguinte.

Mas caso não desapareçam, não é TPM, sendo necessário investigar.

Estima-se que 7 em cada dez mulheres sofrem com a TPM, sendo mais acentuada entre os 25 e 35 anos.

O que gera a TPM?

A TPM está relacionada ao ciclo menstrual, o qual é regulado pela interação de dois hormônios, o estrogênio e a progesterona.

Logo, a teoria mais aceita para uma das causas da TPM é em relação ao desequilíbrio hormonal.

A mulher, mensalmente, produz hormônios, os quais precisam estar em perfeita harmonia. Mas, quando há um desequilíbrio hormonal, faz com que você tenha uma série de sintomas.

Essa alteração hormonal acontece na segunda metade do ciclo menstrual, quando há um aumento da progesterona e um declínio de estrogênio.

A progesterona é que causa a retenção de líquidos, o inchaço e a dor mamária, enquanto que a queda de estrogênio causa a dor de cabeça.

Vale lembrar que, esses hormônios desempenham um papel importantíssimo em várias funções celulares do nosso corpo.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Quanto tempo pode durar uma TPM?

Dependendo da mulher, a TPM pode durar 1 dia, 2 dias ou até mesmo 15 dias. Só que ela vem acompanhada de uma série de sintomas muito desagradáveis, até mesmo incapacitantes.

Imagine ficar 15 dias com sintomas lhe atormentado, não somente fisicamente, mas também mentalmente?

Porque, dependendo da mulher, os sintomas também podem ser bem sérios, causando prejuízos bem danosos à saúde.

Quais são os sintomas da TPM?

Então, como já foi dito, os sintomas variam muito de mulher para mulher. Algumas podem ter sintomas mais leves, enquanto outras podem apresentar sintomas bem acentuados.

Para você entender melhor os sintomas, seria interessante saber quais os tipos de TPM que existem:

TPM H:

A mulher fica com muita retenção de líquido, causando inchaço no abdômen e na mama, trazendo dor mamária e aumento de peso.

Só que essa retenção de líquido pode acabar afetando o seu bom-humor.

TPM A:

Esse tipo está relacionado à alteração de humor. Saiba que a letra A vem de ansiedade, onde o declínio hormonal pode fazer com que a mulher fique mais depressiva, irritada e chorona.

TPM C:

Algumas mulheres podem apresentar enxaqueca e cefaleia, mas saiba que uma mesma mulher pode ter vários sintomas associados.

Ou seja, pode ter enxaqueca, alteração de humor e retenção de líquido.

TPM D:

É o tipo mais grave porque há uma manifestação de alteração do comportamento, sendo necessários uma avaliação e acompanhamento psiquiátrico.

Agora, existe uma forma mais extrema da TPM que é chamada de transtorno disfórico pré-menstrual, afetando cerca de 2% a 5% de mulheres.

Um estudo publicado no Molecular Psychiatry, nos Estados Unidos, relata que mulheres que sofrem desse transtorno possuem alguns genes que podem levar a sintomas mais severos.

Se você parar e refletir, a mulher que tem um sintoma que dura um dia, é uma coisa. Mas, se tiver vários sintomas por vários dias, é totalmente diferente.

Isso acaba interferindo na qualidade de vida, trabalho, estudos, vida social e pessoal. É praticamente impossível conviver com tudo isso.

Algumas mulheres chegam ao ponto de dizer que, nesse período, nem mesmo se suportam, tamanha a irritabilidade. O pior é que acaba atingindo também quem está à sua volta, como marido, familiares e amigos.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Talvez você possa se perguntar: existe um diagnóstico para detectar a TPM?

Na verdade, não existe um exame específico, mas pode ser detectada a partir da piora dos sintomas na segunda metade do ciclo e seu desaparecimento após a menstruação.

Na verdade, a mulher precisa sim buscar por um tratamento para TPM a fim de minimizar esses efeitos, muitas vezes prejudiciais à saúde.

Funciona o tratamento para TPM com o implante hormonal de gestrinona?

O implante ‘chip’ hormonal é uma proposta pouco falada, mas muito eficaz para o tratamento para TPM.

Se nós formos pensar na causa da tensão pré-menstrual que está relacionada ao desequilíbrio hormonal, é possível fazer um bloqueio dos hormônios através do implante hormonal de gestrinona.

A gestrinona é liberada lenta e gradualmente na corrente sanguínea, por um período de um ano, bloqueando a produção do estrogênio e progesterona.

Por inibir a menstruação, consequentemente, vai acabar com os sintomas da TPM que tanto lhe atormentam.

Esse ‘chip’ é composto por um tubo de silicone bem pequeno, semipermeável, com cerca de dois milímetros de diâmetro e três a quatro centímetros de comprimento.

São colocados de 5 a 6 implantes na região glútea, embaixo da pele, ou seja, via subcutânea. Se você passar a mão, vai até poder sentir o ‘chip’.

Não há nenhuma razão para se preocupar, porque como o procedimento é sob anestesia local, é totalmente indolor, sendo feito no próprio consultório médico.

O médico vai avaliar quanto cada mulher precisa, devido a dosagem ser individualizada, variando conforme o seu peso corporal.

Entretanto, é muito importante encontrar um profissional formado e habituado a colocar esse tipo de implante hormonal, pois não são todos os médicos que têm o conhecimento.

Além de servir para acabar com os sintomas da TPM, o implante de gestrinona funciona para tratar a endometriose, miomas, nódulos na mama, pólipos uterinos, adenomiose e como método contraceptivo.

Caso você tenha uma certa disciplina quanto à sua alimentação e atividades físicas, o implante hormonal também vai pode lhe ajudar em outros aspectos, por exemplo, reduzir o percentual de gordura.

Como qualquer medicamento, apresenta alguns efeitos adversos como acne, oleosidade e queda de cabelo.

Mas nada que você juntamente com seu médico ginecologista, não possam gerenciar da melhor forma. Geralmente, tendem a aparecer durante o período de adaptação, mas em pouco tempo desaparecem.

Saiba que os benefícios são muitos para o tratamento para TPM e de fato, vai melhorar muito a sua qualidade de vida.

Conclusão

A TPM é um período um tanto desagradável que a mulher durante os doze meses do ano, mas é possível sim buscar um tratamento para TPM muito efetivo.

Acontece que a TPM vem acompanhada de uma série de sintomas, variando de intensidade de mulher para mulher.

Nos casos mais severos, acabam interferindo nas suas atividades diárias, no trabalho, nos estudos, enfim, na vida como um todo.

A partir do momento em que a mulher tem conhecimento que pode dispor de um tratamento que vai lhe ajudar muito em todos esses sintomas, por que não investir?

O implante hormonal de gestrinona pode ser a solução para acabar com os seus sintomas da TPM.

Só tenha o cuidado de selecionar um profissional que tenha conhecimento e experiência na colocação do implante, pois infelizmente nem todos são.

Em pouco tempo já vai começar a sentir os resultados e poder ter de volta sua qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *