O QUE SIGNIFICA MENOPAUSA NO DIA A DIA DA MULHER?

O que significa menopausa?

Você ainda tem muitas dúvidas sobre o que significa menopausa?

Então hoje você vai entender um pouco mais sobre essa fase que acontece para 100% das mulheres, e porque interfere tanto no dia a dia de cada uma delas.

O que é importante saber é que existem formas para passar por esse período da melhor forma possível e que você não precisa sofrer com a menopausa.

Como saber se estou na menopausa?

Para você entender melhor se está ou não na menopausa: Por exemplo, se a sua última menstruação foi em setembro de 2017, chegou setembro de 2018 e você ficou durante todo esse ano sem menstruar, isso já pode ser considerado menopausa.

Principalmente se você está naquela faixa etária dos 45 aos 55 anos de idade, porque a menopausa acontece para a maioria das mulheres nessa faixa de idade. Mas, em média, é aos 50, 51 anos.

Mas eu posso estar com menos de 45 anos, minha menstruação não vem há doze meses seguidos e já estar na menopausa?

Pode ser sim, mas é menos frequente, isso se você pensar na data esperada para a maioria das mulheres.

E antes dos 40? Pode também, mas é muito mais raro. Para você ter uma ideia, apenas para 1% das mulheres a menopausa acontece antes dos 40 anos e é o que chamamos de menopausa precoce ou perimenopausa.

Vamos supor que você está com 38 anos e doze meses sem menstruar, desde que não esteja usando nenhum hormônio. É importante investigar sim para descartar a menopausa precoce.

Até porque tem várias outras situações que podem levar à essa parada da menstruação por um período de tempo mais prolongado, o que torna necessária uma investigação mais profunda.

Então, o que significa menopausa é uma mulher madura, entre os 45 e 55 anos de idade, sem menstruar por 12 meses consecutivos, desde que não faça uso de nenhum remédio anticoncepcional.

Agora, é possível através de um exame de sangue saber se estou na menopausa?

É possível sim. O médico que cuida da sua saúde pode pedir a dosagem de alguns hormônios que são produzidos no cérebro, chamados de gonadotrofinas, o FSH e o LH.

Durante a menopausa, os níveis desses hormônios aumentam. Por outro lado, há uma queda de produção de outros, como o estrogênio e a progesterona. Mas por que acontece esse declínio hormonal?

Porque o ovário ou não funciona mais ou funciona muito pouco, deixando de produzir o estrogênio e a progesterona.

Nós, mulheres, nascemos com uma conta hormonal e ao longo dos anos, desde a nossa primeira menstruação vamos consumindo essas células. Só que quando chega por volta dos 50, 51 anos, essa conta já está quase esgotada.

Geralmente, essa conta hormonal não é zerada, mas pode ser ainda que você tenha os hormônios em alguma quantidade. Só lembrando que é muito pouco.

Só que esse declínio hormonal ou mesmo uma quantidade muito pequena é suficiente para trazer uma série de sintomas para a grande parte das mulheres, alguns deles muito incômodos.

Envie-me AQUI uma mensagem por Whatsapp

O que acontece com o corpo da mulher?

Agora que você já sabe o que significa menopausa, o que pode acontecer com o seu corpo?

Então, a menopausa vem acompanhada de uma série de manifestações clínicas e muitos dos sintomas têm impacto direto no corpo, como também na saúde.

De repente, você começa a notar um aumento de peso, o cabelo fica mais ralo, suas unhas mais frágeis, a pele mais ressecada e por aí vai.

É claro que isso vai variar de mulher para mulher, mas é muito importante você ficar atenta às mudanças que estão ocorrendo.

O melhor é procurar conversar com o médico ginecologista que cuida da sua saúde e esclarecer todas as dúvidas. E se possível, seguir todas as orientações em relação a um tratamento mais adequado.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Quando acaba a menopausa?

Para você entender melhor essa questão, é preciso saber mais alguns conceitos sobre a menopausa.

Então, existe um período que antecede a menopausa, a menopausa que é a parada menstrual em si, e uma fase que sucede a menopausa. A tudo isso chamamos de climatério.

No climatério, você já pode ter algumas manifestações clínicas, mas quando entra na menopausa, que é quando você pára de menstruar, que vem todos esses sintomas. Por que isso acontece?

Porque o ovário não está mais funcionando da forma adequada, ou seja, não está produzindo mais hormônios que são também muito importantes para o funcionamento de várias partes do organismo.

E de repente, você pode pensar: tudo isso acaba ou tenho que me adaptar?

Tem mulheres que sentem menos, então ela pode se adaptar mais facilmente. Mas outras podem apresentar sintomas mais intensos e mais frequentes, onde a adaptação vai ser muito difícil.

Agora, saiba que outras podem ter esses sintomas por um tempo muito mais prolongado, o que acaba tendo um efeito muito negativo na sua vida, como também na sua saúde.

Então, acabar não acaba. Tudo vai depender de você se adaptar ou não. Mas já saiba que é possível sim passar por esse período da melhor forma.

Envie-me AQUI uma mensagem por Whatsapp

Quais os sintomas mais incômodos da menopausa?

Antes de mais nada, saiba que existem cerca de 76 sintomas da menopausa, mas não necessariamente você vai ter todos eles.

A intensidade e a frequência variam muito, onde algumas mulheres podem ter sintomas mais intensos e outras bem pouco.

Só que não dá para prever quem vai ter mais e quem vai ter menos, isso é muito individual.

Mas é importante você saber que a menopausa vem acompanhada de uma série de sintomas. Eu vou citar aqui os mais frequentes, mas seria interessante você dar uma olhada no artigo que preparei onde listo os 76 sintomas da menopausa.

É bom você ficar atenta e analisar se esses sintomas estão acontecendo com você e se estão afetando a sua vida, a sua qualidade de vida, a sua saúde.

Vamos ver quais os mais frequentes:

Calorão:

O calorão ou os fogachos atingem cerca de 80 a 90% das mulheres. Vale lembrar que podem acontecer a qualquer momento do dia ou da noite, sendo acompanhados de um suor excessivo.

Atrofia urogenital:

A atrofia urogenital pode causar ressecamento da vagina, dor na relação sexual, cistite e infecção urinária de repetição.

Acontece em média para 50% das mulheres. Às vezes, pode ter perda de urina quando tosse ou espirra e você nem se dá conta que tem a ver com a menopausa.

O grande problema é que isso é progressivo, isto é, com o passar dos anos só vai piorando.

Diminuição da libido:

Com a queda da libido, a mulher passa a ter uma falta de desejo sexual, o que pode interferir muito no relacionamento com o parceiro ou marido.

Alteração do humor:

É muito comum as mulheres ficarem mais irritadas, mais ansiosas, inclusive pode piorar ou desencadear quadros depressivos.

Aumento de peso:

A tendência é que haja um aumento da gordura abdominal, o que muitas vezes afeta a autoestima.

Insônia:

Seja pelo calorão ou não, a mulher nessa fase tem muita insônia, o que leva a um cansaço e falta de energia e disposição no dia seguinte.

Você viu que são muitas queixas, só que essas são as mais frequentes. Por isso que vale a pena dar uma olhada no meu artigo sobre os 76 sintomas da menopausa.

De repente, pode ser que você esteja apresentando outros sintomas que não são os mais frequentes. E nesse artigo, vai conseguir identificar alguns.

Outra questão que precisa ser levantada é em relação às doenças que podem ser causadas ou até mesmo pioradas com toda essa sintomatologia.

E isso é muito sério! Há um maior risco de desenvolver doenças cardiovasculares, por exemplo, infarto e AVC, maior risco para osteoporose e osteopenia porque há uma perda de massa óssea.

Esses são apenas alguns exemplos, mas caso não se busque tratamento para esses sintomas, a longo prazo pode trazer muitos prejuízos à sua saúde.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

O que significa menopausa no dia a dia da mulher?

Depois de tudo o que você acabou de saber, com certeza ficou mais claro o que significa menopausa no dia a dia da mulher, pois dependendo da intensidade e frequência dos sintomas, afeta muito a sua vida.

Vamos relembrar um ponto importante: se tudo isso é causado pela falta de hormônio, logo, se está faltando algo no seu corpo, que é o hormônio feminino, para melhorar de fato você teria que fazer reposição hormonal.

É importante entender que esse declínio hormonal gera essa série de sintomas, que podem ser muitos ou poucos.

Agora, como é que fica o seu dia a dia com todos esses sintomas?

Como fica a qualidade de vida para aquela mulher que tem calorão, não dorme à noite e, no outro dia, está cansada, irritada, seja em relação às tarefas de casa, seja no trabalho?

Além de afetar a sua libido, pode interferir muito no relacionamento com o parceiro. Pode ser que você não sinta mais desejo sexual e como fica a relação com seu parceiro, seu marido? Será que ele entende o que está acontecendo?

Quantos casamentos se acabam porque a mulher não quer ter mais relação sexual com o parceiro. Você quer isso para a sua vida ou não?

De repente, a mulher começa a engordar, ou porque o metabolismo mudou ou porque entra num quadro chamado de resistência à insulina. Ou até mesmo porque você está tão cansada que não tem nem disposição para praticar exercícios físicos.

Na verdade, é uma verdadeira bola de neve, uma coisa levando à outra. Só que essas dores que você está sentindo e todo esse desconforto interferem no dia a dia, até mesmo nas tarefas mais simples.

Toda mulher precisa ter em mente o que significa a menopausa e como toda essa sintomatologia reflete no todo.

Ou seja, tem um impacto negativo na vida como um todo a partir do momento que todas essas manifestações clínicas da menopausa repercutem na sua vida pessoal, sexual, familiar, profissional e social.

Agora, se a menopausa não for tratada de forma adequada, o que pode afetar no dia a dia?

Você vai esperar a menopausa passar por 1, 2, 5 anos e talvez nunca passe. Então você se acomoda com todos esses sintomas, tendo uma qualidade de vida ruim.

Como fica o seu dia a dia? Vale a pena viver com todo esse desconforto e sofrimento?

É esse o pensamento que tem que ficar bem claro!

Se você está tratando, ótimo. Se você não tem contraindicação e já encontrou um médico que possa fazer a gestão da sua saúde, melhor ainda.

Mas se você está sofrendo, está tendo alguns desses sintomas e se isso está interferindo no seu dia a dia, analise, pense, reflita e tome uma decisão para de fato você ter um dia a dia com uma excelente qualidade de vida.

Tenha sempre isso em mente: É possível ter vida na menopausa! É possível ter uma menopausa extraordinária!  Por que?

Porque se nós formos primeiro pensar que o declínio hormonal não para, vale a pena você fazer a adequação ou reposição com um médico que ame e que tenha experiência em tratar menopausa e climatério.

É importante você buscar por um profissional que possa lhe orientar quanto ao melhor tratamento. Pense em quantos benefícios você levará para a sua vida.

O que vale ressaltar é que a mulher pode melhorar o seu dia nessa fase da sua vida e, principalmente não merece conviver com todo esse desconforto.

Basta encontrar um gestor de saúde que possa fazer todo o acompanhamento e que defina qual o hormônio repor, a via e a quantidade, porque cada mulher funciona de uma forma.

Mas para isso, não é só escolher um bom profissional, mas principalmente, você tem que querer!

Envie-me AQUI uma mensagem por Whatsapp

Conclusão

A partir do momento que você entendeu o que significa menopausa e o que pode acontecer na sua vida se não tratar, é a hora de buscar por um médico para lhe ajudar.

O que não pode mais continuar acontecendo é você continuar sofrendo porque simplesmente acha que pode passar porque em alguns casos os sintomas só pioram.

Você vai esperar passar ou vai tomar logo uma atitude e buscar por um tratamento adequado?

Procure conversar com seu médico ou procure por um profissional que esteja comprometido com a saúde da mulher.

É muito importante você ter em mente que não precisa e nem merece sofrer com tudo isso.

Agora, assim como você, milhares de mulheres estão sofrendo com os sintomas da menopausa simplesmente porque não têm acesso a essas informações que você acabou de ter aqui.

Por isso, compartilhe com suas amigas, nas suas redes sociais, tudo o que você aprendeu. Pense em quantas mulheres você poderá ajudar a passar pela menopausa com qualidade de vida.

4.8/5 (5)

Avalie isso

Comenta AQUI