ELIMINE DE VEZ A QUENTURA NA CABEÇA E PESCOÇO DA MENOPAUSA

Quentura na cabeça e pescoço
Quentura na cabeça e pescoço

Hoje, eu vou falar para você sobre quentura na cabeça e pescoço, calorão ou fogacho da menopausa. Isso está acontecendo com você?

A questão é que muitas mulheres, até mesmo por falta de acesso à informação, acabam sofrendo de uma tal forma porque não sabem que existe tratamento para os calorões ou fogachos. Dessa forma, continuam convivendo com todo esse desconforto.

Foi por isso que resolvi escrever esse artigo para todas as mulheres, onde vão poder aprender o que pode estar causando tudo isso e o melhor, qual a melhor opção para acabar de vez com todos esses sintomas, algumas vezes tão constrangedores.

Quentura na cabeça e pescoço, fogacho ou calorão são a mesma coisa?

A mulher, quando está na menopausa, é muito comum apresentar quentura na cabeça e pescoço, calorão ou fogacho. Você também sente isso?

Para se ter uma ideia, acontece em cerca de 80 a 90% das mulheres, isto é, em cada 10, 8 a 9 mulheres vão ter essa quentura ou calorão.

Na verdade, são praticamente a mesma coisa, porque é aquela sensação do calor subindo até a cabeça. Geralmente, os calorões são caracterizados por aquela onda de calor que, algumas vezes, pode vir acompanhado de vermelhidão no rosto e no pescoço, além de suor excessivo.

Algumas vezes, chega a ser enlouquecedor. Se você já passou ou está passando por isso, entende muito bem o que estou dizendo.

Eu tenho um artigo onde falo sobre os 76 sintomas da menopausa, mas o carro chefe é essa quentura, que acontece no tórax, pescoço e cabeça.

E por falar nos 76 sintomas da menopausa, acho que vale muito a pena dar uma olhada no artigo. De repente, vai ficar mais fácil para identificar se está sentindo alguns dos outros sintomas.

O que toda mulher precisa ter em mente é que existe tratamento sim para minimizar todos os sintomas relacionados à menopausa.

Por isso que é tão importante estar sempre em contato com o médico que cuida da sua saúde e se estiver próxima da faixa etária dos 45, 50 anos e notar o aparecimento de alguns sintomas, marque logo uma consulta.

Por que acontece a quentura na cabeça e pescoço na menopausa?

Antes de lhe contar porque acontece essa quentura na cabeça e pescoço, é importante que saiba que a menopausa acontece para 100% das mulheres, ou seja, ela é universal.

E a maior parte das mulheres têm muitas dúvidas porque a menopausa vem acompanhada por uma série de sintomas e manifestações.

Então, acontece que na menopausa, o nosso ovário para de funcionar, a conta hormonal acaba, ou seja, há um declínio dos principais hormônios femininos, o estrogênio e a progesterona.

Para você entender melhor: o nosso ovário nasce com uma conta finita de células e a mulher vai gastando todas elas, desde a primeira menstruação. Só que quando chega por volta dos 50 anos, a mulher já gastou todos esses hormônios.

E é justamente esse declínio hormonal que faz com que nós, mulheres, apresentemos essa manifestação no cérebro. Sabe por que? Porque o hormônio é importante para a formação de neurotransmissores e estes ajudam na oxigenação de todos os tecidos.

Em relação aos fogachos ou calorões, isso está relacionado a um desequilíbrio da sua temperatura corporal, quer dizer, da temperatura corporal de todas as mulheres.

Na verdade, trata-se de um mecanismo de defesa. Por algum motivo, nós super aquecemos e depois resfriamos. Isto é, você esquenta e depois esfria.

Mas já imaginou que essa quentura na cabeça ou calorão pode acontecer a qualquer hora? De repente, está fazendo muito frio e você está de camiseta cavada? As pessoas que estão à sua volta chegam até a estranhar, não é mesmo?

Além de poder acontecer a qualquer hora do dia, pode durar segundos ou minutos, chegando a interferir no seu dia a dia, nas suas atividades profissionais, enfim, na sua qualidade de vida.

Por exemplo, a mulher pode acordar várias vezes durante a noite e acaba não dormindo bem, tendo inclusive insônia. Quando acorda, está tão cansada que não tem ânimo nem mesmo para executar simples tarefas diárias.

No trabalho, é bem possível que haja uma queda no rendimento, onde até mesmo tarefas domésticas ficam impossíveis de serem feitas. E sem falar da falta de energia e disposição inclusive para ter relação sexual com seu parceiro.

Só que tudo isso não é só ruim para o presente, mas principalmente para o futuro.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Os calorões da menopausa podem trazer problemas futuros?

Viu como essa quentura na cabeça e pescoço, calorão ou fogacho podem ter um impacto negativo na vida da mulher? O problema é que pode acarretar muitos problemas futuros, alguns deles sérios.

Vários estudos foram feitos e comprovaram que cada calorão que a mulher sente é um sofrimento para o seu cérebro. Mas o que significa isso?

A nutrição e a irrigação das suas células cerebrais ficam muito prejudicadas e muitas dessas células estão relacionadas à memória, foco e aprendizado.

Por exemplo, a diminuição da produção do estrogênio tem influência direta no bom funcionamento do cérebro e isso é o que causa uma redução do foco e concentração.

Vale lembrar que são as células cerebrais que são responsáveis por produzir substâncias que melhoram o nosso humor, como a serotonina e as endorfinas, que deixam você feliz e alegre.

Outras pesquisas ainda relatam que esse sofrimento do cérebro aumenta a chance de qualquer mulher para ter demência, em razão do hormônio não agir mais em determinadas funções cerebrais.

Diante do que acabou de saber, se não tratar esses sintomas, é bem provável que tenha que lidar com muitos problemas no futuro, alguns deles bem sérios e prejudiciais à saúde.

Existem tratamentos para esses fogachos e calorões?

Você acabou de aprender o que pode acontecer lá na frente se não buscar um tratamento para essa quentura na cabeça e pescoço, calorão ou fogacho, certo?

Mas qual é o problema do calorão, qual é a causa? É o declínio hormonal, isto é, seus ovários não produzem mais os hormônios.

É claro que existem tratamentos para esses fogachos e calorões. É bom que fique claro que nenhuma mulher precisa passar nem conviver com todo esse sofrimento.

Conheça agora alguns tratamentos:

Chá de amoras

Os chás estão dentro da medicina popular. Apesar de ter muitos poucos estudos que comprovem sua eficácia, algumas mulheres dizem que melhora os sintomas.

A questão é que os estudos ainda são muito discordantes, tanto quanto aos seus resultados como em relação às contraindicações. Por isso que é preciso ter um certo cuidado ao usar o chá de amoras.

Principalmente porque ainda não se sabe o que pode acontecer a médio e a longo prazo.

Se você quiser saber mais se o tratamento com chá de amoras funciona, dê uma olhada nesse artigo, onde falo com mais detalhes tudo sobre esse chá.

Fitoterápicos

Nesse caso, podemos citar o hormônio da soja, chamado de isoflavona. Acontece que melhora para uma grande parte das mulheres, mas para outras não.

A questão aqui é que não tem seguimento a longo prazo, logo, pode melhorar hoje, mas como será daqui há uns anos?

Além disso, as isoflavonas interferem no metabolismo dos hormônios da tireoide, logo, é preciso  ter uma certa cautela.

Reposição hormonal feminina

Esse tratamento é uma das melhores opções atualmente. Veja abaixo porque considero a melhor opção.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Qual a melhor opção para eliminar de vez essa quentura na cabeça e pescoço?

Você já viu que existe o chá de amoras e os fitoterápicos para o tratamento dos fogachos e calorões, mas é importante ter cuidado.

É bem provável que você tenha a ideia de que produtos naturais não vão fazer mal à sua saúde. Mas é bom que fique bem claro que mesmo plantas naturais podem causar efeitos colaterais.

Mas por que eu considero a terapia de reposição ou modulação hormonal a melhor opção para acabar de vez com a quentura na cabeça e pescoço, calorões ou fogachos?

Porque está há anos no mercado, foi desenvolvido pela indústria e estudos científicos comprovarem seus resultados.

Além disso, tem todo o respaldo tanto a nível nacional quanto internacional de todas as Sociedades. No Brasil, tem o aval da SOBRAC – Sociedade Brasileira de Climatério- e no exterior, da IMS – International Menopause Society.

É preciso que a mulher tenha consciência que a terapia ou modulação hormonal vai estar repondo o que seu corpo está precisando, que são os hormônios que deixou de produzir.

Existem várias opções de reposição hormonal, onde chamo a atenção por aquela via transdérmica ou via implantes hormonais.

Um dos grandes problemas é que, muitas mulheres, até por falta de informação, ainda têm uma ideia errada sobre a terapia de reposição hormonal. E sabe o que acontece?

Acabam prejudicando a própria saúde porque quando deixamos de produzir os hormônios, isso não afeta apenas a saúde íntima e sexual da mulher, mas os ossos, a pele, o humor, o cérebro, enfim, a saúde em geral.

Lembrando que a reposição hormonal não vai agir apenas nos calorões ou fogachos, mas em todos os sintomas relacionados à menopausa, além de prevenir uma série de doenças.

Basta você encontrar o médico ginecologista adequado para conversar com ele, procure tirar todas as suas dúvidas sobre esse tipo de tratamento.

Nenhuma mulher precisa mais sofrer agora com essa quentura na cabeça e pescoço e muito menos, ter todos esses efeitos mais para a frente que vão interferir, por exemplo, na  memória e concentração.

Pense que se está trazendo prejuízos para a saúde hoje, imagine daqui há uns anos o que pode acontecer?

Por isso que é essencial toda mulher tomar consciência do que precisa para escolher um tratamento que se adeque a sua situação.

Conclusão

O que é importante você ter em mente é que de repente, essa quentura na cabeça e pescoço já pode estar acontecendo com você, mas também vai acontecer com a sua filha ou com a sua neta.

Hoje, você aprendeu a se preparar a passar por todo esse turbilhão ou talvez já esteja nesse turbilhão, mas as próximas gerações também precisar aprender a como passar da melhor forma por essa fase, sem afetar a qualidade de vida.

Como eu já lhe falei, de 8 a 9 em cada 10 mulheres, vão passar por esse problema, fora os outros 75 sintomas que podem acontecer na menopausa.

Você também viu o que está causando todos esses sintomas e é preciso buscar pelo melhor tratamento, pensando principalmente em prevenir problemas futuros.

É claro que existem vários tratamentos, mas particularmente, considero a terapia de reposição hormonal o mais seguro. Ainda mais que já está comprovada cientificamente a sua eficácia, além de ter o apoio das principais Sociedades.

Busque por um médico adequado e juntos, com certeza, irão encontrar a melhor forma de resolver todo esse problema.

Agora, pense que assim como você, milhares de mulheres também estão passando por esse turbilhão em suas vidas. E por que não compartilhar tudo o que acabou de aprender aqui com elas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *