COMO RESOLVER O SANGRAMENTO ANORMAL NA MENOPAUSA

O sangramento anormal, além de ser muito incômodo, causa baixa de ferro e pode gerar consequências muito sérias como anemia, necessidade de transfusão sanguínea e até a retirada do seu útero. 

Sendo assim, esse quadro pode ocorrer tanto na pré, quanto na pós-menopausa, para quem usa hormônios ou não.

COMO RESOLVER O SANGRAMENTO ANORMAL NA MENOPAUSA.

Quais as causas de sangramento anormal na menopausa e climatério?

Saiba que, as causas desta anomalia podem ser inúmeras:

  • Desequilíbrio hormonal: gera gera sangramentos anormais em qualquer idade, no climatério e menopausa;
  • Miomas;
  • Endometriose;
  • Adenomiose;
  • Presença de pólipos;
  • Câncer: de endométrio, vagina e colo do útero;
  • Infecção por bactérias: clamídia e gonorreia;
  • Alterações na tireoide; 
  • Situações de estresse;
  • Atrofia vaginal: secura vaginal e trauma;
  • Coitos intensos: podem romper vasos sanguíneos;
  • Doenças raras que alteram a coagulação do sangue. 

Quais os problemas do sangramento anormal para a sua vida?

Primeiramente, não importando a quantidade, frequência e duração, o sangramento INCOMODA qualquer mulher. Além disso:

  • Pequeno: o sangramento pode ser frequente, o que atrapalha ao usar uma roupa, gera a necessidade de usar absorvente, prejudica a vida sexual e causa sempre o temor constante de que isso talvez possa ser um problema grave;
  • Moderado: além dos fatores acima, gera um estresse maior e a necessidade de tomar ferro para efetuar a sua reposição;
  • Grande: ocasiona hemorragias e problemas muito maiores, podendo haver necessidade de transfusão sanguínea e até cirurgia para retirada do útero.

Portanto, independentemente do tamanho do fluxo de sangramento, há sempre o receio do que isto possa significar na saúde da mulher.

Por que a pré-menopausa causa sangramento?

Como sabemos, a pré-menopausa é marcada pelo desequilíbrio hormonal de estrogênio e, principalmente progesterona. Além disso, ela pode durar até 7 anos.

Portanto, nessa fase, os ovários se encontram com células de má qualidade, o que reduz a capacidade de ovular. Desta forma, há redução da progesterona. Tal bagunça hormonal é responsável pelo sangramento deste período.

O que você NÃO DEVE FAZER no caso de sangramento anormal?

Se você se encontra neste quadro de sangramento anormal, você NÃO DEVE:

  1. Esperar passar;
  2. Pensar que é normal;
  3. Usar remédios sem saber o que tem;
  4. Pedir opiniões para pessoas leigas, que não são profissionais de medicina;
  5. Brincar com a sua saúde e ignorar.

Então, por que é preciso tomar uma atitude urgente?

Simplesmente porque:

  1. Sua saúde que está realmente em jogo;
  2. Você está perdendo qualidade de vida;
  3. Não sabe o que é e nem quando vai passar;
  4. Precisa de um diagnóstico e de uma resolução para este problema.

Quando é preocupante o sangramento?

O sangramento deve ser investigado na pré-menopausa caso haja hemorragia, anemia, necessidade de transfusão e cirurgia.

Já na pós-menopausa, se você não usa hormônios, é preciso descartar a hipótese de câncer.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Como resolver o sangramento anormal na menopausa?

Para solucionar este problema você precisa:

  1. Entender que esse quadro não é normal;
  2. Saber as causas, conforme citado acima; 
  3. Não ser negligente, por isso, não fique buscando dicas para tratar de sangramentos ao invés de consultar o médico;
  4. Do seu ginecologista para avaliar se o sangramento é preocupante ou não.

O que será feito pelo ginecologista?

Tanto na pré-menopausa, quanto na pós-menopausa, temos os seguintes cenários listados abaixo.

Se você NÃO está usando hormônios:

  1. Avaliar as características do seu sangramento, por isso é importante verificar se é grave ou não. Logo, a demanda por ações mais rápidas varia com a quantidade, duração e intervalo dos sangramentos;
  2. Analisar o quanto esta situação te incomoda. Sendo assim, se por pouco, pode ser resolvido sem pressa e ser for muito intenso o sangramento, é preciso solucionar urgentemente. 
  3. Investigar as causas através de exames como o ultrassom transvaginal, exame ginecológico, dosagem hormonal entre outros. Com isso, é possível descartar miomas, adenomiose, endometriose, pólipos, problemas no endométrio e câncer. Também pode-se ver a saúde do colo uterino e se há deficiência de progesterona, efetuando assim a sua reposição.

Se você ESTÁ usando hormônios:

  1. Investigar os mesmos itens mencionados acima, caso já não tenha feito;
  2. Adequar a sua modulação hormonal, revendo doses, tipos e vias de hormônios.
COMO RESOLVER O SANGRAMENTO ANORMAL NA MENOPAUSA?

Conclusão

Resumindo, o sangramento anormal não pode ser negligenciado e precisa ser investigado por um médico competente. Tenha em mente que você não pode viver exposta a complicações sérias como anemia, transfusão e cirurgia para remoção do útero.

Portanto, depende de você estar ciente e procurar ajuda!

Se você se encontra nessa situação, pare de procrastinar e agende uma consulta hoje mesmo!

Empurrar o problema “com a barriga” pode gerar grandes danos!

Além de tomar uma atitude já, compartilhe este conteúdo para que mais mulheres entendam que o sangramento não é normal e deve ser investigado rapidamente.

Juntas, podemos lutar por uma vida mais saudável e feliz na menopausa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *