HORMÔNIO TIBOLONA. USAR OU NÃO USAR NA MENOPAUSA?

Você conhece a tibolona? Já usou ou está usando?

Nesse artigo, vou te ensinar tudo sobre esse hormônio para que você consiga tomar as suas decisões com clareza.

HORMÔNIO TIBOLONA. USAR OU NÃO USAR NA MENOPAUSA?

O que é tibolona e como ela age?

A tibolona é um hormônio sintético via oral, produzido pela indústria farmacêutica.

Sendo assim, após ser ingerido, divide-se e 3 porções: uma com ação estrogênica, uma progestina e uma androgênica.

Toda mulher pode usar?

Não! A tibolona tem as mesmas contraindicações que as demais terapias de reposição hormonal. Portanto, não podem realizar esse tipo de tratamento: as mulheres que tiveram câncer de mama ou de endométrio, aquelas que têm problemas no fígado, aquelas que já tiveram trombose e tromboembolismo pulmonar e também aquelas que já tiveram complicações vasculares e arteriais, porfiria e lúpus.

Como saber se pode usar?

Para fazer qualquer tipo de terapia de reposição hormonal é necessário realizar uma avaliação geral do seu estado de saúde:

  • Útero: se tem mioma/cistos;
  • Mamas: se têm nódulos, cistos ou microcalcificações;
  • Vagina: se há atrofia;
  • Ossos: presença de osteopenia/osteoporose;
  • Coração e vasos: presença de aterosclerose/placas.

Conhecer e acompanhar a sua saúde é fundamental para que o hormônio não estimule negativamente, caso haja qualquer contraindicação.

O uso da tibolona tem vantagens?

Sim! Algumas das vantagens são:

  • Desenvolvida para tratar sintomas da menopausa: calores, sudorese, irritabilidade, atrofia, redução da libido e osteoporose;
  • Baixo custo;
  • Fácil uso: oral; 
  • Fácil prescrição: duas doses, qualquer médico pode prescrever;
  • Venda livre.

O uso da tibolona tem desvantagens?

Sim! Algumas das desvantagens são:

  • Não é molécula similar à do corpo;
  • Efeitos colaterais mais frequentes, de 1 a 10%: são dor abdominal, aumento de peso, sangramento vaginal ou spotting, leucorreia, dor mamária, prurido vaginal, monilíase vaginal, vaginite, aumento de pelos; 
  • Efeitos colaterais menos frequentes: amnésia (perda de memória), dor de cabeça, vertigem (tontura), distúrbio gastrintestinal, edema (inchaço), enxaqueca, depressão, coceira, distúrbios visuais, dor nas articulações e nos músculos, alterações no fígado. 

É recomendado o uso a longo prazo?

Não! As sociedades que tratam menopausa e climatério, segundo consenso de 2018, NÃO RECOMENDAM o uso após 5 anos. Isso porque não há estudos científicos que avaliem o uso a longo prazo.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

A tibolona resolve os 76 sintomas da menopausa?

Não! Uma vez que é uma molécula sintética e não é similar à do corpo, a tibolona não é efetiva, comprovadamente, para tratar todos os sintomas. Portanto, os resultados podem variar muito de uma mulher para a outra.

Hormônio tibolona. Usar ou não usar na menopausa?

Eu não prescrevo tibolona, pois meu método é através de bioidênticos. Porém, é preciso avaliar alguns fatores antes de tomar uma decisão:

  1. Se você tem a opção de um médico que prescreve bioidênticos, essa opção é a melhor para você;
  2. Caso você tenha um médico que só prescreve Tibolona, a consulta tem preço acessível e você está sintomática, é uma boa opção começar com o que você tem;
  3. Avaliar se você adapta ou não, se apresenta efeitos colaterais ou não;
  4. Se a tibolona é a sua única opção no momento e está sintomática, é interessante testar e observar os resultados;
  5. Caso tenha testado, esteja se sentindo e a tibolona é o que pode pagar, mantenha um acompanhamento periódico.
  6. Se não ficou bem, suspenda o uso;
  7. Não deseja usar tibolona? Avalie se dá para esperar encontrar outro médico e continue pesquisando.
HORMÔNIO TIBOLONA. USAR OU NÃO USAR NA MENOPAUSA.

Conclusão

Apesar de não ser a opção mais adequada, usar ou não a tibolona depende do seu contexto atual. Ou seja, depende se você tem sintomas ou não, se você tem condições financeiras de arcar com um médico e um tratamento mais caros e etc.

Se a tibolona for a sua melhor opção, vale a pena testar, caso você sofra demais com os sintomas.

Entretanto, independentemente da escolha, é importante fazer uma avaliação antes do início do uso e consultas periódicas para o acompanhamento.

Conforme você for melhorando em todos os aspectos da sua vida, poderá passar para o tratamento com os bioidênticos.

Ou seja, o mais importante é não ficar sofrendo com a menopausa!

Por isso, compartilhe com mais mulheres que têm muitas dúvidas sobre a tibolona. Esse pode ser o primeiro passo para muitas!

4 Comentários


  1. Agradeço muito as informações. O meu médico prescreveu a tibolona. Tomei 5 meses e parei pois quando ficava muito tempo em pé, elas inchavam muito. Vou voltar ao médico para ver se ele receita outro tipo de hormônio. Se não fosse o problema do inchaço continuaria tomando, pois em outros aspectos me senti melhor.

    Responder

  2. Meu endócrino passou estádio gel 0,5 ele tbm é sintético. Tava tomando buona mas o calor noturno continuava esse a ginecologista que passou

    Responder

  3. Tinha dúvidas mas agora consegui entender sobre o tibola obrigada.

    Responder

  4. Tomo tibolona porém estou cheia de coceira e os cabelos caindo muito 2 meses que comecei…parei a 3 dias. O que devo substituir? Pois tenho atrofia vaginal.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *