QUAIS OS EFEITOS DESASTROSOS DO CALORÃO NA MENOPAUSA PARA A SUA SAÚDE

QUAIS-OS-EFEITOS-DESASTROSOS-DO-CALORÃO-PARA-SUA-SAÚDE-1024x577
Quais os efeitos desastrosos do calorão da menopausa?

Escrevi este artigo para te alertar sobre todos os efeitos desastrosos do calorão na menopausa!

Saiba que as ondas de calor acarretam muito mais problemas do que o simples desconforto térmico. Por isso, compartilhe essas informações importantíssimas com todas as mulheres que você conhece e que estão passando pelo climatério.

Calorão da menopausa

Conhecido como calorão, fogacho, ou ondas de calor, este é o sintoma mais relacionado à menopausa. Além disso, é o maior alvo de queixas entre as mulheres. Entretanto, ele representa apenas a ponta do iceberg, ou seja, é apenas uma pequena parte de problemas muito mais complexos. Sendo assim, a menopausa é muito mais que sentir calor e, se você não apresenta esse sintoma, também não quer dizer que você não esteja na menopausa.

O que é o calorão da menopausa e quando ele ocorre?

O calorão corresponde ao aumento da temperatura corporal, seguido de sudorese excessiva. Às vezes, também pode gerar palpitação (taquicardia), além de grande desconforto.

Logo, essa sensação ocorre na região do tronco e sobe para o pescoço e a cabeça, como uma onda.

Qual a frequência, intensidade e duração do calorão?

As ondas de calor atingem de 80% a 90% das mulheres na menopausa e, geralmente, duram de 2 a 5 anos. Porém, para 10% das mulheres o calorão dura a vida toda.

Sendo assim, cada episódio pode durar de segundos a minutos. Também pode ocorrer uma ou incontáveis vezes, tanto de dia, quanto de noite, sem avisar. Ou seja, a frequência, intensidade e duração variam muito de mulher para mulher.

Qual a causa do calorão?

Tal sintoma ocorre devido a diminuição do hormônio estrogênio, já que ele é responsável pela regulação de nossa temperatura corporal. Portanto, sua diminuição na menopausa desregula nosso termostato corporal no cérebro.

Com isso, há aumento excessivo da temperatura, seguido de sudorese e dilatação dos vasos periféricos a fim de dissipar o calor. Tal aumento não é bom e o nosso organismo reage para nos proteger. Assim, os vasos da pele se dilatam, começamos a transpirar muito, o que leva à sudorese. Desta forma, aquecemos demais e em seguida perdemos muito calor, o que nos faz sentir frio, palpitações e tremedeira. Frequentemente, também podemos sentir uma sensação de angústia durante esses episódios.

Portanto, além de acontecer de forma inesperada, o calorão gera desconforto e até grande angústia. Mas, tudo isso pode ser apenas o começo do Ciclo da Ruína da Menopausa, já que existem cerca de 76 sintomas que podem aparecer e progredir com o tempo.

Efeitos desastrosos do calorão na menopausa

É preciso ficar claro que este sintoma afeta a sua vida tanto no presente quanto no futuro. Além disso, dependendo da frequência, intensidade e duração, os danos futuros podem ser ainda maiores.

Efeitos IMEDIATOS do calorão na menopausa

O calorão, por si só, já acarreta uma série de efeitos desagradáveis durante as ocorrências, como:

  • Calor excessivo;
  • Sudorese;
  • Palpitação;
  • Sensação de angústia;
  • E até sensação de morte.

Efeitos TARDIOS do calorão na menopausa

O calorão também gera efeitos negativos a longo prazo, ou seja, que se agravam com o passar dos anos. Isto ocorre pois cada onda de calor gera uma micro isquemia cerebral.

Nosso corpo, na tentativa de se proteger contra o excesso de calor, dilata vasos periféricos e contrai pequenos vasos no cérebro. Assim, algumas regiões deste órgão importantíssimo ficam sem receber sangue. Tal mecanismo, quando ocorre repetidamente ao longo de vários anos, aumenta o risco de desenvolvermos algum tipo de demência. Isto é, cada calorão lesiona uma pequena parte do nosso cérebro, gerando efeitos desastrosos ao envelhecermos.

Efeitos DIRETOS do calorão na menopausa

O calorão prejudica a nossa autoestima já que estamos sempre molhadas de suor a qualquer hora do dia. Com isso, fica difícil se maquiar e se arrumar. Por isso, muitas vezes a mulher se sente constrangida e ansiosa, temendo que uma nova onda de calor surja a qualquer momento.

Efeitos INDIRETOS do calorão na menopausa

Alguns dos efeitos indiretos do calorão são:

  • Insônia;
  • Cansaço;
  • Mau humor;
  • Irritabilidade;
  • Perda de produtividade;
  • Falta de energia;
  • Maior vontade de comer carboidratos;
  • Aumento de peso, pelo aumento da ingestão de carboidratos;
  • Diminuição da autoestima;
  • E até depressão.

Portanto, fique atenta! O calorão pode ser apenas o início do Ciclo da Ruína. Com isto, os sintomas se somam, fazendo com que você perca, gradativamente, a saúde e a qualidade de vida.

Mas, como eu sempre digo, há formas de virar o jogo e dar a volta por cima!

Além disso, a maioria das soluções dependem única e exclusivamente de você!

Por isso, você é a maior responsável pela sua saúde!

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

10 MANEIRAS DE ALIVIAR O CALORÃO SEM HORMÔNIOS

O tratamento da menopausa pode ser realizado em grande parte por você! Ou seja, apenas uma pequena porção do tratamento necessita de auxílio médico e reposição hormonal.

Por isso, cabe a você tomar as rédeas da sua menopausa!

# Dica 1

Evite o consumo de alimentos disparadores de calor, como:

  • Pimenta;
  • Cafeína;
  • Chás termogênicos;
  • Carne vermelha, principalmente à noite;
  • Bebidas alcoólicas.

Além de tudo isso, fumar também pode disparar as ondas de calor, mesmo para quem já trata.

# Dica 2

Tenha controle da sua rotina, ou seja, gerencie o estresse, tanto físico quanto mental. Esse fator gera ansiedade, o que também é um disparador de calor. Outro sentimento que também dispara calor é sentir-se irritada. Por isso, é essencial gerenciar as tarefas para que o dia a dia seja mais tranquilo, com menos urgências e imprevistos.

# Dica 3

Pratique Yoga e meditação, isto é, qualquer técnica de relaxamento é interessante para reduzir o calorão. Para tanto, você pode buscar alguns áudios na internet para começar a praticar.

# Dica 4

Faça acupuntura. Esse procedimento modula a serotonina, aumenta as endorfinas e, consequentemente, causa relaxamento, o que contribui bastante para a melhora do calorão.

# Dica 5

Pratique exercícios físicos regularmente. Ser ativa aumenta endorfinas, ajuda a relaxar e, segundo estudos, melhora os episódios de calorão.

# Dica 6

Mantenha-se no peso ideal. Se você está acima do peso, emagrecer é essencial. Pratique exercícios, reduza os carboidratos e se alimente de forma saudável, pois quanto maior o IMC (índice de massa corporal), mais ocorre o mais calorão.

# Dica 7

Evite temperaturas aumentadas. Para prevenir as ondas de calor, evite ambientes quentes, banhos quentes e tecidos que não respiram. Sendo assim, opte por lugares refrigerados, banhos frios, tecidos leves e respiráveis. 

# Dica 8

Use fitoterápicos. Esse tipo de suplementação não funciona para todas as mulheres, porém pode auxiliar muitas. Por isso, o ideal é procurar um médico para definir as dosagens e as combinações ideais para cada caso.

# Dica 9

Consumo de alguns alimentos específicos. Em tese, as isoflavonas presentes na soja e as lignanas presentes na linhaça podem ajudar no combate ao calorão. Entretanto, o excessivo consumo deles pode causar disfunções tireoidianas, por exemplo.

# Dica 10

Medicações prescritas. Alguns médicos indicam antidepressivos e ansiolíticos para melhorar a sensação de calorão. Porém, é preciso coerência na utilização dessas drogas.

Conclusão

Como vimos, existem várias possibilidades para aliviar o calorão e a resposta é individual, ou seja, cada mulher responde de uma forma.

Portanto, na dependência do estilo de vida ou da intensidade do calorão, pode ser necessário associar várias das dicas acima para se obter melhores resultados.

Porém, o mais importante de tudo é entender e ter consciência de que o calorão é um sintoma chave, ou seja, é o que mais chama atenção para que a mulher busque tratamento para a menopausa. Mas, outros sintomas também podem indicar menopausa, já que existem cerca de 76 possíveis sintomas.

Além disso, é preciso compreender a gravidade dos EFEITOS RUINS e tomar uma atitude em prol da sua saúde e do seu bem estar, presente e futuro.

Lembre-se: uma parte você pode fazer sozinha. Mas outra você precisa de um profissional para te orientar corretamente.

Além da dicas acima, existe a proposta de tratamento hormonal, que não vou abordar neste momento. Porém, a TRH (Terapia de Reposição Hormonal) é o melhor tratamento para o calorão e a menopausa. Entretanto, necessita de um médico e de uma avaliação detalhada.

Logo, se você sofre com o calorão, você não deve se acomodar com o sofrimento! Teste as dicas acima e decida o que melhor se encaixa a você!

Não deixe de tomar uma atitude! Não desista de ter uma vida plena e feliz, longe do desconforto do calorão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *