QUE REMÉDIO É BOM PARA O CALOR DA MENOPAUSA?

Muitas mulheres ainda têm a seguinte dúvida: que remédio é bom para o calor da menopausa? 

Por isso, neste artigo vou esclarecer:

Antes de continuar, aproveite e compartilhe este conteúdo para que mais mulheres possam ter acesso à esse conhecimento. Saiba que muitas mulheres ainda sofrem demais com a menopausa e perdem totalmente a vontade de viver. 

Por isso, vamos nos unir e nos ajudar! Assim, todas poderemos desfrutar da vida depois da menopausa e viver com qualidade e alegria.

O que causa o calorão?

Basicamente, o calorão é uma consequência do desequilíbrio da temperatura corporal e consiste no sintoma mais frequente, tanto na menopausa quanto no climatério.

Sendo assim, tal efeito desagradável e perigoso é causado pela diminuição do estrogênio quando nossos ovários se aposentam. Portanto, a falta desse hormônio desregula nosso termostato biológico, causando um aumento de até 2ºC na nossa temperatura. Com isso, para compensar o superaquecimento, ocorre a vasodilatação dos vasos sanguíneos periféricos e a sudorese.

Porém, ao mesmo tempo, há vasoconstrição dos vasos sanguíneos centrais, o que gera isquemia em regiões importantíssimas, como no cérebro.

Logo, o conhecimento e o entendimento desse problema é crucial para que o tratamento seja iniciado.

Quais os problemas que o calorão gera no seu dia a dia?

O calorão é um dos sintomas mais comuns e acomete cerca de 80 a 90% das mulheres. Na maioria dos casos ele dura entre 2 a 5 anos. Porém, 10% das mulheres afetadas apresentam calorão para a vida toda!

Isso mesmo! 

Por isso, veja abaixo os principais problemas causados por ele e como tudo afeta demasiadamente a sua qualidade de vida:

Principais problemas do calor da menopausa

  1. Imprevisibilidade/frequência/duração: pode ocorrer várias vezes, tanto de dia, quanto de noite; a duração pode variar de alguns segundos até minutos; persiste de 2 a 5 anos, para 90% dos casos; dura a vida toda, para 10% das mulheres afetadas;
  2. Consequências do calorão na noite: insônia; angústia; sono entrecortado: rola a noite, dorme e acorda, cobre e descobre, troca o pijama, põe roupa, tira roupa…; conflitos com o marido, que também não consegue dormir bem com a movimentação;
  3. Consequências do calorão no dia: cansaço, por causa do sono ruim; irritabilidade; aumento do apetite; ganho de peso e barriga; maior consumo de carboidratos;
  4. Problemas para se maquiar e usar cremes: a mulher está sempre toda suada e com a roupa molhada;
  5. Constrangimento: você toda hora tira e coloca a roupa, sente calor quando todos estão com frio, liga e desliga o ventilador e o ar condicionado diversas vezes.
  6. Não tem vontade de fazer nada: pois vive cansada e, por fim, se isola.
  7. Não faz exercício: pois se sente sem energia.
  8. Perde a autoestima: já que fica fora do peso e desanimada.
  9. Pode afetar a vida como um todo: seu trabalho, sua família e até mesmo seu casamento. 
  10. Existe um problema gravíssimo causado pelo calorão e que poucas sabem

Como já falei acima, nosso corpo tenta reduzir o superaquecimento gerado pelo calorão. Com isso, os vasos sanguíneos periféricos se dilatam. Porém, vasos sanguíneos centrais do cérebro se contraem, reduzindo o fluxo sanguíneo e causando pequenas isquemias cerebrais.

Com isso, a cada calorão, pequenas áreas do nosso cérebro são lesadas e isso, no longo prazo, aumenta o risco para demência!

Isso é gravíssimo!

Tratar a menopausa e o calorão é essencial para que você não perca a sua autonomia com o passar dos anos.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Por que o calorão é apenas a ponta do iceberg?

Por que ele é apenas 1 dos 76 sintomas que podem surgir com a menopausa. Isso ocorre pois a falta de hormônio faz com que diversos órgãos e funções deixem de ser estimulados. Sendo assim, o declínio hormonal prejudica inúmeros processos que não tem nada a ver com a capacidade de reprodução.

A falta de hormônio na menopausa afeta principalmente:

  • Vários órgãos, como: vagina, vulva, uretra, bexiga, assoalho pélvico, sistema circulatório, vasos sanguíneos, cérebro, ossos e músculos;
  • Cabelo, pele, mucosa dos olhos, ouvido e boca;
  • Humor, energia, libido, sono e memória;
  • Pressão arterial;
  • Metabolismo, colesterol, triglicerídeos;
  • Consumo de carboidratos.

Portanto, é importante ressaltar que mesmo que você não tenha calorão, não significa que você não tenha menopausa. Além disso, você pode estar sofrendo com outros sintomas menos comuns e que geralmente não são associados à essa fase.

Frequentemente, a mulher só se trata quando começam as ondas de calor. Mas lembre-se que isso é apenas a ponta do iceberg, já que existem mais 75 sintomas ocasionados pela menopausa.

Qual “remédio” é bom para o calor da menopausa?

Algumas das opções para tratar o calorão são:

1 Hormônios vial oral e fitoterapia oral

2 Hormônios via pele – transdérmicos

Estrogênio em gel, creme ou adesivo.

3 Hormônios embaixo da pele – implantes

4 ISSRS (inibidores da recaptação de serotonina)

São os tipos de drogas mais prescritas mundo para ansiedade, depressão, TOC e TPM.

Veja quais são eles e seus principais efeitos colaterais:

  • Escitalopram: ansiedade, insônia, tonturas, dores no corpo, aumento peso, cansaço;
  • Sertralina: dores musculares, alterações de peso, aumento de apetite, palpitações, zumbido, incontinência urinária, infecção urinária;
  • Fluoxetina: palpitações, sonolência, ansiedade, fogachos (calor), diminuição da libido, distúrbios do sono, hemorragia genital;
  • Paroxetina: ansiedade, sudorese, cefaléia, distúrbios do sono, vertigens, tonturas.

Por isso, preste atenção!

Se você toma algum desses medicamentos, alguns sintomas sentidos podem ser efeitos colaterais dos mesmos e não menopausa, nem consequências do tratamento da mesma ou do uso de hormônios.

5 Acupuntura

6 Meditação e yoga

  Ajudam a aliviar o estresse e relaxar.

7 Exercício físico regular

8 Evitar disparadores de calor

Para combater o calor da menopausa evite:

  • Àlcool;
  • Estresse;
  • Café;
  • Alimentos picantes e termogênicos;
  • Ambientes quentes.
QUE REMÉDIO É BOM PARA O CALOR DA MENOPAUSA?

Conclusão

Como vimos, tratar o calor da menopausa vai muito além de simplesmente tomar remédios ou apenas fazer a terapia de reposição hormonal. Logo, tratar este e todos os sintomas da menopausa dependem também de um estilo de vida saudável, ativo e com níveis de estresse gerenciados.

Por isso, a forma mais efetiva de tratamento é associação de diversas estratégias. Portanto, não busque apenas um remédio ou uma receita milagrosa. 

Procure melhorar a sua saúde como um todo!

Apenas assim, qualquer tipo de tratamento terá mais efeito.

Por fim, combater o calor da menopausa e todos os outros sintomas por ela causados depende do seu comprometimento com a sua saúde de forma geral!

Mude seus hábitos, mude a sua vida e, assim, mude a sua relação com a menopausa!

Essa pode ser a melhor fase da sua vida porém, você precisa lutar por isso!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *