O CICLO DA RUÍNA QUE GERA A SECURA VAGINAL NA SUA VIDA

O CICLO DA RUÍNA QUE GERA A SECURA VAGINAL NA SUA VIDA.
O CICLO DA RUÍNA QUE GERA A SECURA VAGINAL NA SUA VIDA.

Você conhece o ciclo da ruína que gera a secura vaginal na sua vida?

Neste artigo, vou te explicar:

  • O que causa a secura vaginal;
  • As ações do hormônio estrogênio sobre a região urogenital;
  • O que acarreta a falta de estrogênio na sua parte íntima;
  • 6 dicas de como recuperar a sua saúde vaginal.

O que causa a secura na vagina?

A secura vaginal é uma das queixas mais frequentes da menopausa. Por sua vez, esta indica que os ovários estão falidos e, por isso, há falta de estrogênio. Logo, é importante ressaltar que a menopausa é um processo que ocorre para 100% das mulheres e marca o fim de nosso ciclo reprodutivo.

Entretanto, a falta deste hormônio feminino afeta a fase produtiva, ou seja, interfere negativamente em diversos órgãos e inúmeras funções. Sendo assim, existe 76 possíveis sintomas que podem ser desencadeados. Dentre eles, a secura vaginal sintomática afeta de 50% a 80% das mulheres na menopausa.

As ações do estrogênio sobre a região urogenital

A região urogenital abrange: vagina, vulva, bexiga, uretra, ânus e musculatura pélvica. Portanto, o estrogênio age nessas estruturas promovendo:

  • Crescimento das células da vagina, vulva, bexiga, uretra, etc.;
  • Amadurecimento das células, para que estas sejam preparadas para funcionar;
  • Aumento do fluxo para nutrir as células;
  • Estímulo das glândulas secretoras;
  • Melhora da espessura dos tecidos;
  • Elasticidade da vagina;
  • Equilíbrio dos lactobacilos vaginais e Ph ácido;
  • Lubrificação vaginal;
  • Equilíbrio da colonização de bactérias;
  • Diminuição da migração de bactérias do ânus para a uretra, o que gera cistite;
  • Redução de infecções e inflamações vaginais.

Portanto, vemos que o estrogênio é fundamental para a saúde urogenital de toda mulher.

O que causa a falta de estrogênio na sua parte íntima?

ELA ATORMENTA VOCÊ NA MENOPAUSA.

Apesar da parte intima ter grande importância, muitas mulheres ainda procrastinam e demoram para cuidar da saúde dessa região. Por isso, a falta de hormônio feminino tem como consequência:

  • Não cresce mais células nessa região. Logo, o tecido fica mais fino e liso;
  • Encurtamento da vagina;
  • Perda da rugosidade vaginal;
  • Deixa de estimular as glândulas secretoras. Por isso, reduz a lubrificação vaginal;
  • Secura vaginal e dor;
  • Pode sangrar, devido a fina espessura do tecido;
  • Redução dos lactobacilos e mudança da muda a acidez que são protetores vaginais;
  • Diminuição da acidez, que aumenta a chance de crescimento bactérias e fungos;
  • Maior risco para inflamações e infecções;
  • Aumento da incidência de cistites pós coito;
  • Menor fluxo e, assim, menor nutrição e estímulo dos tecidos;
  • Flacidez na vagina, vulva  e pelve;
  • Assoalho pélvico mais frágil. Portanto, maior risco para incontinência urinária e urgência miccional;
  • Pode ainda acarretar incontinência fecal, ou seja, evacuar sem controle.

Logo, a falta de estrogênio traz grandes prejuízos para a saúde urogenital de toda mulher.

O  ciclo da ruína que gera a secura vaginal na sua vida 

A secura vaginal gera impactos em vários setores da sua vida, como:

Vida sexual e conjugal

Alguns dos problemas são:

  • Usar gel na relação é constrangedor;
  • Reclamar para o parceiro que dói;
  • Não ter vontade de transar porque dói;
  • Pós coito com cistite;
  • Uso frequente de antibióticos;
  • Marido reclama e pode achar ruim, pois não sabe o que ocorre na menopausa;
  • Parceiro pensa que você não quer mais transar pois não gosta mais dele;
  • Você passa a inibir a sua vida sexual;
  • O casal pode se afastar, uma vez que o sexo é um fator de união.

Saúde intestinal

Algumas perturbações são:

  • Se usa antibiótico é comum ter cistite com frequência;
  • Antibióticos prejudicam a flora intestinal, que demora 2 anos para se recuperar;
  • O uso crônico de antibióticos leva à disbiose;
  • Má digestão, gases, estufamento e inchaço.

Saúde genital

Algumas das adversidades são:

  • Desconforto pela própria secura;
  • Coceira na vulva;
  • Mais chances de fungos e bactérias e, com isso, corrimentos;
  • Coleta exame de preventivo insatisfatória;
  • Flacidez vaginal e vulvar.

Feminilidade e autoestima

Alguns dos distúrbios são:

  • Perder urina ao fazer esforço, mesmo mínimo, como: tossir, espirrar, dar risadas, carregar pesos etc.;
  • Ter urgência para urinar, ou seja, sair desesperada para fazer algo que deveria estar sob o seu controle;
  • Ter que usar absorvente para não molhar a calcinha por causa da perda de urina;
  • Sentir-se velha, uma vez que tudo está diferente;
  • Diminuição do sexo e piora do humor.

Sendo assim, os transtornos na sua vida são inúmeros. Com isso, acabam impactando muito além da região genital. Além disso, se não tratar, são progressivos.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

6 Dicas de como recuperar a saúde vaginal

Veja a seguir, 6 opções que vão te ajudar a melhorar a saúde vaginal.

#1 Estilo de vida

  • Atividade física diária melhora o fluxo sanguíneo no corpo todo, o que leva à maior nutrição;
  • Alimentação saudável nutri os tecidos, assim, estes funcionam melhor;
  • Vida sexual regular estimula o fluxo sanguíneo do assoalho pélvico.

#2 Exercícios para o assoalho pélvico

  • Pilates;
  • Yoga;
  • Ginástica íntima/pompoarismo.

#3 Gel vaginal de ácido hialurônico

ELES MELHORAM A ATROFIA VAGINAL NA MENOPAUSA.

Melhora as condições do tecido vaginal. 

#4 Hormônio sintético vaginal

  • Precisa ser prescrito por um médico;
  • Melhora as condições do tecido vaginal.

#5 Terapia de reposição hormonal

  • Precisa ser prescrito por um médico;
  • Reposição de estrogênios na forma de gel, creme, adesivo, implantes e vaginal.

#6 Laser e radiofrequência

Procedimento que deve ser realizado por ginecologista ou dermatologista.

Conclusão

Estas 6 dicas têm, basicamente, a finalidade de estimular o tecido e, com isso, restaurar as funções. Porém, é importante lembrar que os lubrificantes servem apenas para o ato sexual. Portanto, não melhoram o quadro de atrofia.

Por fim, infelizmente, a menopausa marca o fim de um hormônio fundamental para a sua saúde íntima e de toda mulher. Sendo assim, vários sintomas, como a secura e a dor, podem acarretar muitos transtornos para sua vida como o todo.

Logo, o problema começa na esfera genital e se expande para a sua vida de maneira geral.

Além disso, quando não tratados, os sintomas são progressivos, o que gera o CICLO DA RUÍNA. Com isso, a piora só cresce com o passar do tempo.

Mas, a boa notícia é que, agora você sabe o que está acontecendo com você!

E você já sabe que existem várias opções e que não é preciso passar por esse transtorno!

Não aceite para a sua vida o CICLO DA RUÍNA da secura vaginal! Coloque as dicas que achar mais interessantes em prática, tenha paciência pois os bons resultados virão!

Não perca sua vida! Lute para transformar a menopausa na sua melhor fase!

3 Comentários


  1. Tenho sessenta e quatro anos mas minha qualidade de vida está péssima, sinto muito calor, secura afinal e insônia, o que faço ?

    Responder

  2. Olá Dra e muito importante o que você fala da menopausa! Mas infelizmente agente com poder aquisitivo baixo não conseguem fazer a reposição bio indentica… E muito Carlos hormônios, tentei fazer só consegui um mês! Por isso que a pessoa acaba acostumando com esses sintomas horríveis causada pela menopausa

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *