A MENOPAUSA AUMENTA O COLESTEROL?

Agora vou esclarecer diversas dúvidas e explicar se a menopausa aumenta o colesterol.

Até o final deste artigo você compreenderá as seguintes questões:

  • A menopausa aumenta o colesterol?
  • O que é o colesterol e para que serve?
  • É preocupante ter colesterol alto?
  • As estatinas e seus efeitos adversos.
  • O que fazer para melhorar a sua saúde.
A MENOPAUSA AUMENTA O COLESTEROL?

O que é o COLESTEROL?

Saiba que, o colesterol é uma substância gordurosa. Portanto, ele não dissolve em água. Logo está presente em todas as células do nosso corpo e é de extrema importância. 

Para que serve o COLESTEROL?

As moléculas de colesterol apresentam diversas funções e, por isso, tem papel fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo. Sendo assim, é responsável por:

  • Formar membranas de todas as células, separando-as umas das outras;
  • Fazer parte da bainha de mielina das células do sistema nervoso, ou seja, dos neurônios. Desta forma, o colesterol é importante para recobrir os nervos e melhorar a qualidade da transmissão dos impulsos nervosos;
  • Sintetizar hormônios como estrogênios, testosteronas, vitamina D, cortisol e DHEA;
  • Produzir a bile, a qual é necessária na digestão de gorduras;
  • Metabolizar as vitaminas A, D, E e K.

De onde vem o COLESTEROL?

O colesterol provém de duas fontes. Portanto, 30% tem origem alimentar e 70% é produzido pelo fígado.

Quais os tipos de COLESTEROL?

Quando mensuramos o colesterol, na verdade utilizamos uma medida indireta. Ou seja, os exames realizados não medem o colesterol em si, mas sim as substâncias que são responsáveis pelo seu transporte.

Uma vez que as moléculas de colesterol não dissolvem em água, é preciso que substâncias transportadoras desempenhem o papel de “barco”. Esses, nada mais são do que as famosas lipoproteínas que todas já ouvimos falar: LDL, HDL e  VLDL.

Senta forma, as lipoproteínas transportadoras de colesterol são produzidas no fígado e desempenham as seguintes funções:

  • LDL: leva o colesterol e um pouco de triglicerídeos para os tecidos;
  • VLDL: leva os triglicerídeos e um pouco de colesterol para os tecidos;
  • HDL: capta o colesterol para que ele seja ser eliminado pelo intestino.

Conforme foi visto, dosar as lipoproteínas é a forma utilizada para medir o seu nível de colesterol.

A menopausa aumenta o COLESTEROL?

Como já foi elucidado em diversos outros artigos, a menopausa nada mais é do que a aposentadoria dos ovários, que são os maiores produtores de hormônios na mulher. Portanto, nessa fase há uma grande queda nos níveis hormonais.

Além disso, o colesterol é precursor de hormônios. Logo, na menopausa, o fígado percebe que temos menos hormônios e, por isso, aumenta a produção de colesterol para estimular a produção hormonal.

Também nessa fase ocorre uma maior propensão para desenvolver resistência à insulina. Por isso, se a mulher comer muitos carboidratos simples, há maior quantidade de triglicerídeos e mais colesterol.

Outro fator que aumenta o colesterol é o estresse.

Por todos esses fatores, ou seja, menopausa, andropausa e resistência à insulina, o colesterol aumenta na menopausa com o intuito de compensar os desequilíbrios.

É preocupante ter COLESTEROL ALTO na menopausa?

Essa resposta depende muito do estilo de vida de cada uma.

Sendo assim, existem comportamentos que são são fatores de risco independentemente da idade e do sexo. São eles:

  • Tabagismo;
  • Ingestão de álcool;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade;
  • Alimentação errada, que gera inflamação crônica.

Por isso o colesterol alto na menopausa é preocupante se você cultiva os maus hábitos listados acima. Porém, se você faz tudo certo e tem um estilo de vida saudável e ativo, o colesterol aumentado na menopausa não é preocupante.

Logo, o problema não é o colesterol em si, mas sim tudo o que gera a inflamação. Ou seja, esse processo inflamatório é o que faz com que o colesterol se acumule nas paredes das artérias, causando arteriosclerose e risco para infarto e AVC.

Os remédios para o COLESTEROL e seus efeitos adversos

Os remédios para controlar o colesterol são as drogas mais vendidas no mundo: as estatinas. Entretanto, elas acarretam uma série de efeitos colaterais como:

  • Impacta a função cognitiva, levando a perda de memória, uma vez que o cérebro precisa das gorduras para manter as conexões dos neurônios;
  • Afeta todas células corpo, já que elas são cobertas por uma membrana que é formada por gordura e colesterol;
  • Maior risco para problemas e dores musculares;
  • Fadiga crônica uma vez que impedir a formação do colesterol também impede a produção da coenzima Q10, que é chave na produção de energia;
  • Maior risco para diabetes e cataratas;
  • Risco aumentado para doenças cardiovasculares já que a coenzima Q10 também é fundamental para o bom funcionamento do coração.

Por isso, tomar alguma estatina deve ser uma decisão tomada por você e seu médico. É preciso avaliar riscos e benefícios do uso dessa medicação em cada caso.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

O que fazer se o seu COLESTEROL ESTÁ ALTO?

As medidas que precisam ser tomadas são simples, porém não são fáceis.

Por isso, em primeiro lugar, se o seu colesterol está alto, avalie:

  • Você fuma? 
  • Você bebe? 
  • Está no peso ideal? 
  • Está sedentária?
  • Você está na menopausa e faz TRH (terapia de reposição hormonal)?
  • Você tem uma vida estressante?
  • Você tem pressão arterial elevada?
  • Além do colesterol, como estão seus triglicerídeos e os níveis de açúcar no sangue?

Logo, essas respostas vão te dizer se você tem mais ou menos riscos.

Depois disso, o que você deve fazer é:

  • Cultivar um estilo de vida saudável, isto é, sem cigarro, com o mínimo de álcool, além de sair do sedentarismo;
  • Realizar o equilíbrio hormonal;
  • Manter um cardápio saudável;
  • Gerenciar o estresse.

Como estão o seu colesterol e a sua vida hoje?

Será que você realmente faz tudo certo ou ainda pode melhorar?

Reduzir o colesterol na menopausa depende muito de você!

A MENOPAUSA AUMENTA O COLESTEROL?

Conclusão

Existe uma crença gigantesca, tanto de leigos quanto de médicos de que o colesterol é ruim e causa danos ao coração. Infelizmente, tal pensamento é bom para as indústrias farmacêuticas, que fabricam e vendem bilhões em estatinas para todo o mundo. 

Por isso, é importante que você saiba que para reduzir o risco de doenças do coração não basta apenas tomar esse tipo de remédio. Sendo assim, é essencial mudar de estilo de vida.

Como é a sua vida?

Será que você está fazendo as melhores opções para a sua saúde?

O que você pode fazer para começar a mudar a partir de agora?

Compartilhe esse artigo e ajude mais mulheres a sair da zona de conforto e parar de sofrer com a menopausa!

3 Comentários


  1. Muito bom o artigo sobre o aumento do colesterol na menopausa, esclarecedor

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *