QUAL O PROBLEMA DA BARRIGA DA MENOPAUSA?

Neste artigo do ABC da Menopausa eu vou te explicar qual o problema da barriga na menopausa.

Já adianto…não é estética!

Tire da sua cabeça essa ideia de que temos que nos aceitar do jeito que estamos e entenda que perder a barriga é um questão de saúde!

Antes de mais nada, compartilhe esse artigo com todos que acham que ser magro é um padrão estético imposto pela sociedade! 

Precisamos destruir esse mito e emagrecer para ter saúde no curto e no longo prazo!

Além disso, a barriga grande não afeta apenas as mulheres na menopausa…muitos homens também estão com barrigas enormes, colocando sua saúde em risco.

QUAL O PROBLEMA DA BARRIGA DA MENOPAUSA?

O que causa barriga?

O acúmulo excessivo de gordura na região abdominal pode ser causado por:

  • Más escolhas alimentares: ou seja, tudo de ruim que você come ajuda a construir essa barriga grande. Aos poucos, sem você se dar conta, ela vai aumentando cada vez mais.
  • Sedentarismo: com a inatividade, cai a taxa metabólica basal. Assim, diminui a massa muscular, reduz o gasto de energia e acumula-se mais gordura na barriga;
  • Estresse crônico: desta forma há aumento do cortisol, o que mobiliza glicose, acumulando-a na forma de gordura na barriga;
  • Má qualidade sono: isso interfere na produção de GH, que é um hormônio que aumenta a massa muscular. Logo, diminui a quantidade de músculo, reduz a queima de energia e acumula-se mais gordura na barriga;
  • Desequilíbrio hormonal do climatério: gera diminuição de hormônios, como estrogênio e testosterona. Por isso, desenvolve-se mais facilmente a resistência à insulina, o que favorece o acúmulo de gordura na barriga.

Logo, perceba que a menopausa é apenas um dos vários fatores que causam o ganho de peso. Isto é, o problema da barriga não é apenas da menopausa e sim de todo o estilo de vida.  

Os hormônios ajudam a formar barriga?

Sim! 

Isto ocorre pois os hormônios são as chaves do nosso metabolismo. Por isso, alguns melhoram e outros pioram o acúmulo de gordura na região abdominal.

Sendo assim, dependendo do hormônio, o metabolismo pode ser estimulado a aumentar a massa muscular ou a acumular energia na forma de gordura.

Portanto, os hormônios construtores ajudam no ganho de musculatura, o que nos traz mais saúde e maior perda de gordura. Por isso, sua falta ou desequilíbrio prejudica o gasto de energia, favorecendo o acúmulo de gordura, principalmente abdominal.

Veja abaixo como alguns hormônios que contribuem para o problema da barriga na menopausa.

 Estrogênio 

  • O estrogênio age estimulando a insulina. Portanto, auxilia para que a glicose entre na célula;
  • Logo, facilitando a entrada de glicose nas células ocorre a inibição do acúmulo de gordura abdominal;
  • Assim, este hormônio estimula o metabolismo.

Insulina

  • A insulina abre os receptores para que a glicose saia do sangue e entre nas células, onde será usada como fonte de energia;
  • Assim, não resta excesso de açúcar no sangue, e consequentemente não há energia sobrando para ser armazenada na forma de gordura.

Testosterona e GH-IGF1 

  • São construtores e, portanto, aumentam a células musculares;
  • Com isso, há aumento da taxa metabólica basal, o que faz com que o corpo queime mais energia e perca gordura
  • GH-IGF1: sono adequado e jejum estimulam a produção de hormônio de crescimento (GH) e do fator de crescimento insulina símile-1 (IGF1). 

Como a menopausa piora a barriga?

Com o declínio hormonal, característico da menopausa, temos o seguinte quadro que favorece o problema da barriga na menopausa.

  1. Estrogênio
    1. Diminui ou está ausente. Com isso temos: menos sensibilidade à insulina e menos queima de energia;
    2. Diminuição do metabolismo, ou seja, mais lento;
    3. A falta de estrogênio gera aumento da resistência à insulina. Assim, tem-se excesso de insulina que faz com que acumule-se gordura, principalmente abdominal.
  2. Insulina aumentada
    1. Gera resistência à insulina, o que é causado pelo excesso de carboidratos ingeridos diariamente;
    2. Promove a ativação de uma enzima chamada lipase lipoprotéica que acumula gordura, principalmente na barriga;
    3. O acúmulo de gordura visceral aumenta a barriga cada vez mais. Além disso, gera uma inflamação permanente (logo, afeta o corpo todo), o que impede o emagrecimento.
  3. Testosterona e GH-IGF1
    1. A diminuição desses hormônios construtores gera perda de massa muscular; 
    2. Com menos musculatura, diminui a taxa metabólica basal, o que leva a um menor gasto de energia e também facilita o acúmulo de gordura.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

O que significa ter barriga na menopausa?

O problema da barriga na menopausa significa INFLAMAÇÃO!

Ou seja: 

  • Há mudanças no metabolismo e na distribuição de gordura, que passa a se acumular predominantemente no tronco;
  • Essa camada excessiva de gordura funciona como um órgão a mais! Isto é, ela produz substâncias chamadas de citocinas inflamatórias que afetam todo o seu funcionamento celular. Assim ocorre a inflamação crônica!
  • Por isso, estar gorda é muito mais do que estética. Não é o problema de usar uma roupa e não se sentir bem….
  • Sendo assim, o problema de estar gorda é viver com uma inflamação crônica, que aumenta o risco para várias doenças;
  • Resumindo, a gordura na barriga é causadora de doenças como câncer, síndrome metabólica, doenças degenerativas, demência, entre outras. 

Como reduzir a barriga na menopausa?

Para acabar com o problema da barriga na menopausa você precisa:

  1. Reduzir a ingestão de carboidratos simples, industrializados e de elevado ou moderado índice glicêmico;
  2. Ler a tabela nutricional, para que assim você deixe de ser enganada pela embalagem; 
  3. Escolher os carboidratos complexos e de menor índice glicêmico;
  4. Não abusar no consumo, mesmo dos carboidratos complexos. Sendo assim, a quantidade que você pode comer vai depender muito da sua situação atual, ou seja, de quanto você precisa perder de gordura;
  5. Exercício físico regular vai ativar o seu metabolismo e aumentar a massa magra;
  6. Sono reparador também vai contribuir para que você perca a barriga;
  7. Cuidar do estresse físico e mental também é essencial para a redução de gordura; 
  8. Boa modulação hormonal também vai te trazer muitos benefícios, incluindo a perda de peso e de barriga na menopausa.

Conheça alguns dos alimentos vilões para a menopausa

Saiba que tudo isso vai te ajudar a acumular gordura:

  • Pão, bolacha, biscoito e similares, mesmo caseiros ou integrais, ou seja, os derivados do trigo, pois contém glúten;
  • Tapioca;
  • Pão de queijo;
  • Sucos de frutas, seja natural ou da indústria; 
  • Sucos verdes que contém frutas;
  • Leite de vaca, de soja e de arroz;
  • Farinha de aveia, que apesar de não ter glúten, tem alto índice glicêmico.

O que comer na menopausa? 

As melhores opções de alimentos para que você seja saudável e não acumule gordura na menopausa são:

  1. Proteínas
    1. ovos: são campeões pois geram saciedade, nutrem, são fáceis de fazer e de comer; 
    2. carnes;
    3. peixes em geral;
    4. queijos é preciso escolher os menos calóricos e não exagerar;
    5. whey protein.
  2. Frutas sem açúcar, como abacate e coco;
  3. Frutas com pouco açúcar, como morango, amoras e mirtilo;
  4. Bebidas, como água, café e chá;
  5. Caso queira adoçar, utilize stévia ou xilitol;
  6. Proteínas + carboidratos: oleaginosas, como amêndoas e nozes;
  7. Carboidratos complexos: farinhas de quinoa, linhaça e amaranto;
  8. Leite de coco e de amêndoas.
O PROBLEMA DA BARRIGA DA MENOPAUSA!

Conclusão

Como vimos, ter barriga indica que você está perdendo saúde!

Repito, não é estética!

Você precisa perder essa barriga! Mesmo que você seja magra e tenha só a barriga!

Sendo assim, eliminá-la depende de vários fatores que você pode mudar e da sua decisão de dar um basta nisso.

Comece hoje mesmo a eliminar o excesso de alimentos industrializados da sua despensa!

Não viva com essa gordura que pode te trazer graves problemas de saúde!

Aprenda o máximo e aprimore cada vez mais!

Para isso, confira todas as minhas dicas no Instagram, Facebook, YouTube e também no Telegram!

Vamos acabar com a barriga na menopausa de uma vez por todas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *