OS DANOS DA MENOPAUSA NÃO TRATADA SOBRE O SEU CÉREBRO

Você conhece quais são os danos da menopausa não tratada sobre o seu cérebro?

Não? Agora vou te ensinar tudo sobre esse assunto tão importante para a saúde de qualquer mulher.

CONHEÇA OS DANOS DA MENOPAUSA NÃO TRATADA SOBRE O SEU CÉREBRO.

As ações do hormônio estrogênio sobre o seu cérebro

O hormônio estrogênio vem desde a vida intra uterina em ambos os sexos. Porém, no caso de nós mulheres, na puberdade ocorre a ativação dos ovários. Por isso, passamos a ter ciclos e picos de produção hormonal que nos tornam aptas para a reprodução.

Entretanto, tal hormônio apresenta diversas funções muito importantes para a vida não reprodutiva. Dentre elas, estão as funções cerebrais.

Sendo assim, o estrogênio possui 8 ações sobre o nosso cérebro:

  1. Estimula a produção de neurotransmissores;
  2. Protege o cérebro do acúmulo de proteínas tóxicas;
  3. Mantém o equilíbrio da temperatura corporal, regulando-a;
  4. Estimula a produção de substâncias que dilatam os vasos sanguíneos, isto é, aumenta o fluxo sanguíneo e a oxigenação cerebral;
  5. Promove o crescimento e a conexão de neurônios, isto é, a neurogênese;
  6. Tem ação anti-inflamatória natural, por isso combate inflamações crônicas;
  7. Preserva as células, uma vez que é capaz de combater os radicais livres;
  8. Mantém o sono contínuo reparador, impedindo o sono entrecortado.

Portanto, podemos ver que o hormônio estrogênio traz inúmeros benefícios para a sua saúde cerebral.

Mas o que acontece quando os níveis hormonais declinam na menopausa?

Sintomas mais frequentes da menopausa que afetam o seu cérebro

Se você me acompanha, já deve saber que existem cerca de 76 possíveis sintomas que ocorrem na menopausa. Dentre eles, os que incidem com maior frequência e impactam o seu cérebro de forma negativa são:

  • Calorão;
  • Insônia;
  • Alteração de humor;
  • Memória ruim;
  • Cansaço;
  • Falta da libido
  • Desânimo;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura.

Porém, muitas vezes esses sintomas são subestimados pois a maioria das mulheres não sabe que eles podem gerar graves danos cerebrais.

Danos cerebrais causados pela menopausa não tratada

Como já mencionei, a falta do estrogênio traz efeitos deletérios com sérias repercussões para a sua saúde. Desta forma, as sequelas danosas para o seu cérebro são:

  • Com a falta de estrogênio, não há estímulo da produção de substâncias cérebro, como os neurotransmissores, serotonina e dopamina. Por isso, há maior risco para depressão, menor sensação de prazer e poder;
  • Sem o estímulo hormonal, não existe mais a proteção contra o acúmulo de proteínas tóxicas ao cérebro. Portanto, há um aumento do risco para demências como o Alzheimer;
  • A ausência de estrogênio impossibilita o aumento do fluxo sanguíneo cerebral e a produção de substâncias que dilatam os vasos. Assim, piora a nutrição e oxigenação dos neurônios, o que afeta a memória, a atenção, o foco, a concentração e também aumenta as chances de demência;
  • Sem hormônio não há estímulo para o crescimento e a conexão de neurônios. Por isso, também pioram a memória, a atenção, o foco, a concentração e aumentando as chances de demência;
  • A ausência de estrogênio acarreta na perda da ação anti-inflamatória natural. Sendo assim, aumenta a inflamação, o que gera mais doenças que vão desde a memória ruim até o Alzheimer;
  • A queda hormonal causa a perda do combate aos radicais livres. Com isso, aumenta a inflamação, gera mais doenças que vão desde a memória ruim até demências como o Alzheimer;
  • A redução do estrogênio faz com que se perca o sono contínuo reparador. Desta maneira, a insônia e o sono entrecortado também pioram a memória ao longo do tempo;
  • A falta de estrogênio também gera o calorão e, consequentemente, a redução do fluxo sanguíneo cerebral. Isto gera isquemias que aumentam o risco para demência.

Por fim, como podemos ver, todos os danos ocasionados pelo declínio hormonal giram em torno da memória. Logo, o cérebro da mulher é muito afetado e fica mais suscetível à demência.

COMO COMBATER OS DANOS DA MENOPAUSA SOBRE O SEU CÉREBRO.
COMO COMBATER OS DANOS DA MENOPAUSA SOBRE O SEU CÉREBRO.

7 Maneiras de ter um cérebro saudável na menopausa

Proteger a saúde do seu cérebro na menopausa é essencial para que você mantenha a sua autonomia e tenha capacidade de decidir sobre a sua própria vida.

Veja abaixo formas de proteger-se dos danos causados pela falta de estrogênio.

#1 Tenha a mentalidade de uma Rainha

Pensar e agir como uma rainha significa que você deve:

  • Aprender sobre a menopausa. Afinal, conhecimento é a chave para fazer boas escolhas. Por isso, estou aqui para te guiar!
  • Aplicar tudo o que você aprendeu seguindo um mentor expert em menopausa. Afinal de contas, conhecimento sem aplicação não tem sentido!
  • Assumir que a sua menopausa é de sua responsabilidade;
  • Ter paciência, já que os resultados são expressos pelo tempo e esforço;
  • Dedicar-se, pois não existe “pílula mágica”;
  • Focar no seu objetivo e querer estar com saúde no presente e, principalmente no futuro;
  • Persistir até alcançar seus resultados desejados;
  • Ser consistente e não desistir.

Com tudo isso, você assumirá uma postura consciente. Assim, vai escolher, definir, esperar, se dedicar, focar e ser consistente em seus atos. Querer e fazer é essencial para garantir a saúde do seu cérebro e comandar a sua vida!

#2 Escolha a alimentação certa

  • Saiba escolher os alimentos certos para a fase da menopausa;
  • Nutra seu cérebro com alimentos que não te inflamem. Por isso, evite carboidratos simples e refinados!
  • Evite alimentos com trigo e cevada, pois eles contém glúten;
  • Não exagere em qualquer carboidrato, mesmo que sejam frutas ou carboidratos complexos;
  • Evite álcool ou beba com muita moderação, pois isto inflama seu corpo e aumenta a possibilidade de doenças;
  • Restrinja sucos de frutas, mesmo os naturais;
  • Evite leite de vaca, por causa da caseína;
  • Coma alimentos de verdade;
  • Pratique jejum intermitente;
  • Beba líquidos saudáveis, como: água, chás e cafés (sem exagerar).

Escolhendo a alimentação certa na menopausa, você vai nutrir o seu cérebro e, assim, garantir o funcionamento saudável deste órgão tão importante.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

#3 Faça exercícios físicos

O ideal é exercitar-se diariamente! Com isso, há aumento do fluxo sanguíneo cerebral, o que aumenta o aporte de oxigênio e a nutrição celular. Desta forma, as funções cerebrais ficam mais preservadas.

#4 Pratique higiene do sono

  • Tenha uma rotina para dormir, isto é, desacelere antes de deitar-se;
  • Estabeleça um horário para deitar;
  • Faça um ritual pré sono: banho, luzes mais baixas, temperatura ambiente e nada de barulho;
  • Elimine a radiação eletromagnética: TV, celular e computador;
  • Mantenha uma alimentação leve nas horas antes de dormir.

Saiba que o sono de qualidade preserva e regenera as suas células, o que é benéfico para o cérebro e a memória.

#5 Invista em suplementação

Seus principais aliados para manter a saúde do seu cérebro na menopausa são:

  • Ômega 3: ação anti inflamatória e protetora; 
  • Melatonina: age no sono e é um poderoso antioxidante;
  • Vitaminas gerais como A, D, E, K: ajudam na nutrição celular, melhorando a sua função;
  • Minerais como, zinco, manganês, cobre, betacaroteno, cromo, molibdênio: auxiliam na nutrição celular;
  • Magnésio: ajuda no relaxamento e nos neurotransmissores;
  • Complexo B: ajuda no relaxamento, nos neurotransmissores e em vários processos intracelulares.

Portanto, quando necessários, os suplementos dão suporte e potencializam os resultados.

#6 Dê um basta no seu estresse

  • Crie uma rotina sustentável;
  • Gerencie seu tempo e suas tarefas;
  • Direcione seu tempo para o que interessa e é realmente importante: comer saudável, fazer exercício, ter tempo para higiene do sono e etc;
  • Faça sua lista de prioridades, ou seja, você PRIMEIRO!
  • Os suplementos melatonina, DHEA e Rhodiola têm ação poderosa e ajudam a combater o estresse.

Tudo isso pois uma rotina cheia de estresse é um dos maiores inimigos da sua memória. Este fator aumenta o cortisol e, com isso, a lesão neuronal. Portanto, fuja do estresse crônico e evite lesionar seus neurônios e prejudicar as sua memória.

#7 Reponha o que a menopausa levou

Como já vimos, a menopausa é marcada pela falta do hormônio estrogênio, o qual possui inúmeras funções em todos o corpo. Por isso, se você não tem contraindicações e tem um bom médico, o ideal é realizar o tratamento com terapia de modulação hormonal com estrogênio. Desta forma, as funções celulares serão preservadas.

Conclusão

Agora que você tem consciência dos sintomas cerebrais ocasionados pelo menopausa não tratada, pode se antecipar e prevenir problemas futuros. Destas 7 maneiras de cuidar do seu cérebro, 6 delas você pode fazer sozinha, sem auxílio de um médico.

Portanto, cabe a você se cuidar e evitar lesionar suas células!

Comece agora a se responsabilizar pela sua menopausa e decida pelas escolhas certas!

Viver bem está nas suas mãos e você pode virar o jogo tornando a menopausa a melhor fase da sua vida!

2 Comentários


  1. Mentora eu adooooro leite de vaca, mas em forma de iogurte. Será que é muito prejudicial também?

    Responder

  2. Boa tarde, tive cancer de mama aos 32 anos de idade, e aos 40 anis tbm tive que retirar os ovarios, sendo assim ñ posso fazer nenhum tipo de reposiçao hirmanal, o que faço entao?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *