INFECÇÃO COM HPV: SINTOMAS, CAUSAS E TRATAMENTOS

HPV-sintomas
HPV-sintomas

A prevenção da saúde começa com informações. Por isso hoje vamos falar sobre o HPV, seus sintomas, causas e tratamentos. Venha conferir este material incrível e ter ainda mais cuidado com a sua saúde.

HPV é uma sigla inglesa para “Papiloma Vírus Humano” e, mais do que isso, é uma doença sexualmente transmissível (DST) que atinge homens e mulheres no mundo inteiro. Inclusive, você sabia que é considerada a DST mais frequente no mundo?

Por isso, e por tantos outros motivos, podemos dizer que é um assunto fundamental de ser discutido. Conhecimento e informação a respeito da doença e dos cuidados podem ajudar milhares de pessoas a lidar com esse vírus, tanto no quesito tratamento, quanto prevenção.

Conhecendo o que é o HPV

Essa DST é considerada a responsável por uma série de doenças, principalmente o câncer de colo uterino.Inclusive, 90% dos cânceres de colo uterino estão relacionados ao HPV. Além desse tipo de câncer, outros também estão relacionados, como câncer de pênis, câncer de vulva e câncer de garganta.

Existem cerca de 150 tipos deste vírus, sendo eles mais agressivos ou menos agressivos. O câncer de colo uterino está relacionado aos subtipos 16 e 18. Já os HPV subtipo 6 e 11 estão relacionados às verrugas genitais, que podem ou não se manifestar como sintoma do vírus.

Quais são as principais causas da infecção com HPV?

A forma de contágio é através do contato direto do vírus com a pele ou mucosa infectada. Na maioria dos casos a contaminação se dá por meio da relação sexual desprotegida. Lembrando que pode atingir tanto homens quanto mulheres, sem distinção, então o cuidado deve ser universal.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Sintomas da infeção com HPV

Infelizmente, estamos falando se uma doença silenciosa com sintomas inexpressivos. Contudo, apesar dessa característica, existem alguns sinais que podem surgir e que devemos ficar atentos. Um desses sintomas é o surgimento de verrugas na região genital.

Existem também alguns sintomas que estão relacionados ao câncer do colo uterino, que, como vimos anteriormente, é uma doença que pode surgir a partir do vírus HPV. Nos estágios iniciais desse tipo de câncer podemos observar sintomas como: corrimento crônico e sangramento. Já com a progressão da doença poderão surgir também: inchaço abdominal, inchaço nas pernas e dor na região pélvica. Isso acontece porque o tumor estaria invadindo outras áreas além do útero.

Como faço para tratar os sintomas do HPV?

Para o tratamento dos sintomas do HPV, bem como das demais doenças que podem surgir, é fundamental a mulher procurar um médico ginecologista, pois é ele quem irá diagnosticar e indicar o melhor tratamento para cada caso.

Existem alguns exames preventivos que poderão ser realizados como papanicolau, colposcopia, vulvoscopia, dentre outros. Caso observe-se alguma lesão, realiza-se uma biopsia para melhor avaliar o caso.

O câncer de colo de útero, que está entre os três mais frequentes tipos de câncer nas mulheres, demora em média 10 a 15 anos para se manifestar, porém, algumas pequenas alterações podem surgir antes disso. O diagnóstico, tanto do HPV, quanto de qualquer outra doença, é fundamental para um tratamento adequado. Por isso, reforça-se a importância de visitas regulares ao médico.

Prevenção

É muito importante também falar de prevenção. Principalmente por ser um vírus que, em muitos casos, não manifesta sintomas, os exames preventivos são fundamentais.

Existem vacinas apropriadas para a prevenção do HPV. Estas vacinas ficam disponíveis no sistema público de saúde e necessitam de prescrição médica. É uma vacina aplicada em três doses, indicada para prevenção da infecção em indivíduos de 9 a 26 anos de idade. Após tomar a primeira dose, a segunda é aplicada depois de 2 meses e a terceira depois e 6 meses depois.

Lembrando que uma das principais formas de contágio é através da relação sexual desprotegida, portanto, o uso do preservativo é fundamental para evitar o contágio, principalmente se a pessoa possuir um número variado de parceiros sexuais.

Contudo, mesmo com o uso do preservativo é importante ficar atento, pois a bolsa escrotal em contato com a vulva, se possuir alguma lesão pode infectar o parceiro, só que em menor quantidade por ser uma região externa. Então, outra forma de prevenção seria ter a certeza de que ambos os parceiros estão saudáveis, para que não haja contágio.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

Quais os cuidados preciso ter após a cura do HPV?

O HPV é um vírus que pode permanecer no corpo mesmo após o tratamento. Em um paciente que desenvolveu verrugas, por exemplo, o tratamento é voltado apenas para a eliminação dessas verrugas. Porém, não significa que o vírus foi eliminado do organismo, sendo assim, outras verrugas podem surgir. Será o próprio sistema imunológico que poderá eliminar esse vírus do organismo.

Para tanto, alguns cuidados com a saúde são necessários para que o sistema imunológico também se fortaleça e favoreça o desaparecimento do vírus. São eles:

  • Boa alimentação
  • Prática regular de exercício físico
  • Sono reparador
  • Gerenciamento do stress.

Lembrando sempre que o ideal é não adquirir o vírus, mas, caso adquira, esse cuidado com o sistema imunológico poderá ser de grande ajuda.

Resumindo

Diante de tudo que foi abordado, podemos concluir que o vírus do HPV deve ser levado muito a sério. É um vírus que não enxerga raça, gênero ou idade e pode ser facilmente adquirido a partir do contato com o local infectado. Não podemos esquecer também do câncer de colo uterino nas mulheres, que está diretamente relacionado, na maioria dos casos, com o HPV, assim como alguns outros tipos de câncer.

O importante é se informar e se prevenir, pois existem tratamentos adequados para essa DST. E, não só isso, o próprio sistema imunológico tem a capacidade de eliminar o vírus. Basta termos conhecimento das formas de contágio, comparecer regularmente ao médico, cuidar da nossa saúde em geral, e, caso haja o contágio, tratar de forma adequada, para que esse vírus não seja uma ameaça tão grande que afeta milhares de pessoas no mundo. Vamos sempre buscar prevenção e informação.

Agora você está passo mais perda do conhecimento e da prevenção do HPV. Aproveita e curta AQUI os vídeos que você mais gostar, comenta o que você achou e compartilha para deixar cada vez mais pessoas informadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *