GÂNGLIOS NAS AXILAS: SAIBA QUANDO SE PREOCUPAR

gânglios na axila
gânglios na axila

A nossa saúde é de extrema importância. Justamente por isso ser capaz de identificar algo anormal é essencial para se precaver ou mesmo se tratar em estágios ainda iniciais. Hoje vamos falar a respeito dos gânglios nas axilas e quando você deve se preocupar.

Olá rainhas tudo bem como vocês? Espero que sim. Hoje convido vocês para falarmos de um assunto muito importante e que gera bastantes dúvidas. Gânglios nas axilas é o tema de hoje e você saberá se deve ou não se preocupar com eles. Então continue lendo e saiba tudo sobre o assunto.

O que são gânglios nas axilas

Nosso corpo possui um sistema bastante complexo com a função de proteger de agentes agressores, eliminar líquidos retidos e também toxinas acumuladas. Este é o sistema linfático que contam com diversas glândulas e um sistema de drenagem para seu funcionamento.

Os linfonodos axilares são parte do sistema linfático. Os linfonodos são conhecidos popularmente como gânglios e estão presentes além das axilas na região do pescoço, na região inguinal e em várias outras regiões do corpo.

O sistema linfático atua em paralelo com o sistema circulatório ou sanguíneo. Uma das funções do sistema linfático é drenar líquidos excedentes na sua corrente sanguínea, bem como ajudar a eliminar as toxinas.

Todos os líquidos excedentes drenados pelo sistema linfático são excretados posteriormente. A via de eliminação de todos estes resíduos é a urinária.

Certamente você já ouviu dizer da drenagem linfática como método para eliminar líquidos retidos. Este tipo de massagem tem como função facilitar o processo natural da drenagem da linfa através de massagens que estimulam o melhor funcionamento da circulação tanto sanguíneo como da própria linfa.

É justamente por isso que há resultados tão positivos na massagem de drenagem linfática. Embora possa parecer tão simples a primeira vista requer movimentos específicos e principalmente voltados às principais glândulas do sistema linfático.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

O que causa irritações e inchaço dos linfonodos

Os linfonodos além de garantirem o bom funcionamento do sistema linfático auxiliam na proteção do mesmo. Popularmente os linfonodos são chamados também de ínguas, isto ocorre quando são afetados ou atacados por algum agente agressor no sistema linfático.

Quando há esse ataque de algum agente agressor os linfonodos respondem e isso pode ocasionar dores na região e até mesmo o aumento das glândulas. É por isso que surgem as ínguas tão doloridas nas axilas, nas virilha e na região do pescoço.

Estes agentes agressores  ao corpo causam uma reação do sistema linfático podem ser:

  • Bactérias
  • Vírus
  • Células cancerígenas
  • Ou outras doenças mais raras

Todos estes agentes invasores vão exigir uma defesa do seu corpo. Os linfonodos na tentativa de conter tais agentes se tornam maiores e muito doloridos.

Já em relação especifica as axilas podem também haver outros fatores mais simples que podem provocar este aumento e dor nos gânglios. Alguns destes fatores podem ser inflamações locais causadas por pêlos, glândulas  sebácea e sudorípara.

Quando há inflamações como as acima citadas, é até fácil de identificá-las por seus sintomas exclusivos. Estes sintomas geralmente são sensação de calor e vermelhidão na região.

Nestes casos de infecção aguda o tratamento é realizado através do uso de antibióticos e todo o inchaço, a sensação de calor e vermelhidão regridem deixando os gânglios das axilas normais em poucos dias.

 Ingresse aqui para ler outros artigos interessantes sobre ►►saúde da mulher◄◄

Quando os gânglios das axilas são preocupantes

Já vimos como a maioria das alterações dos gânglios das axilas não preocupantes, mas se os gânglios não regridem e são duros agora o tema fica ainda mais sério.

Quando os gânglios das axilas são duros e não regridem e também não estão associado a nenhum tipo de inflamação aguda eles se tornam preocupante.

No caso de gânglios das axilas duros e sem regressão do seu tamanho pode estar havendo ataque local de células cancerígenas ou algum tumor regional. Também há a possibilidade de haverem células cancerígenas em circulação no corpo todo que estão de certa forma agredindo o sistema linfático. Assim o gânglio não regride porque é afetado de forma contínua e a sua tentativa de isolar a situação também é contínua.

Caso você tenha percebido este tipo de gânglios nas axilas é necessário uma atenção maior. Este tipo de gânglio é palpável, duro e bastante dolorido e não regride mesmo com o uso de antibióticos.

É importante também ressaltar que o câncer de mama pode estar associado a estes tipos de gânglios nas axilas. Já que ambas as regiões estão intrinsecamente interligadas.

O que fazer no caso de gânglios na axila preocupantes

Neste caso é necessário recorrer ao seu profissional da saúde médica para que todos os exames necessários sejam realizados. Seu médico irá analisar todos os exames para ter certeza absoluta do que se trata.

Nem em todos os casos de gânglios na axila duros podem ser indicativos de câncer. No entanto quando há este sintoma localizado há sim grandes possibilidades de haver células cancerígenas presentes no organismo.

Os exames que seu médico pode pedir é a ultrassonografia da região e também a mamografia para ver se é a mama que está produzindo esta condição.

Em ambos os casos o médico irá sugerir o melhor tratamento ou procedimento.

Agora rainhas vocês já sabem muito mais sobre os gânglios das axilas e principalmente quando são preocupantes. Curta e compartilhe com suas amigas nas redes sociais (►►Meu Instagram◄◄ – ►►Meu Facebook◄◄). Se inscreva no canal do YouTube e acompanhe as nossas lives incríveis e informativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *