ATROFIA VAGINAL

atrofia vaginal

atrofia vaginal

A atrofia vaginal  ocorre  na menopausa  e é progressiva, sendo muito sintomatológica. Isto por sua vez causa diversos incômodos à mulher que chegou a esta etapa da vida. Hoje você verá as incríveis dicas para melhorar a atrofia sem uso de hormônios.

A atrofia vaginal é realmente comum em mulheres  na menopausa. Como é bastante sintomatológica realmente incomoda e é neste momento que se busca soluções.

Na maioria das vezes são necessários tratamentos hormonais e como todas já sabem este tipo de tratamento pode ter seus efeitos colaterais. Minimizando os riscos e ainda contribuindo para uma melhora significativa vem as minhas dicas para melhorar atrofia vaginal sem o uso de hormônios. Está impressionada? Então continue lendo.

O QUE É A ATROFIA VAGINAL?

Com o passar do tempo o corpo humano sofre incontáveis alterações. O seu corpo não é o mesmo de quando você tinha, por exemplo, 20 anos de idade como você mesma pode perceber.

Isso significa que grandes mudanças ocorrem durante as várias etapas da sua vida. Muitas dessas mudanças são inerentes a natureza humana e, portanto, inevitáveis.

A atrofia vaginal é um quadro que ocorre com todas as mulheres. Isso porque todas as mulheres entrarão no climatério e por fim na menopausa.

Mas o que isso representa? Ao entrar na menopausa que geralmente é um evento que ocorre por volta dos 50 anos de idade os ovários simplesmente param de produzir seus hormônios.

Os hormônios femininos que são o estrogênio e progesterona já não são mais produzidos pelos ovários na menopausa. Isso gera incontáveis consequências na vida e fisiologia das mulheres.

A atrofia vaginal vem como uma destas alterações fisiológicas. Devido à queda do estrogênios com o passar do tempo alterações podem ser percebidas. No caso da atrofia vaginal ocorrem as seguintes alterações físicas:

  • As paredes da vagina se tornam menos elásticas
  • A mucosa vaginal se torna muito mais reduzida deixando a vagina sempre mais seca pois diminuem as glândulas
  • O Ph e a flora vaginal sofrem desequilíbrios que podem facilitar o surgimento de infecções
  • As paredes vaginais se tornam mais finas e menos lubrificadas

Todos estes sintomas podem causar bastante desconforto principalmente durante o ato sexual. É justamente isso que incomoda a maioria das mulheres que até mesmo pode comprometer sua vida sexual daí pra frente.

No entanto existem soluções para melhorar este quadro natural e proporcionar novamente a você tanto alivio dos sintomas como até mesmo uma vida sexual ativa.

FIQUE ATUALIZADA!

Cadastre o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Fique tranquila, seu e-mail está completamente SEGURO conosco!

QUAIS AS FORMAS DE TRATAMENTO DA ATROFIA VAGINAL?

Atualmente com os avanços da medicina existem agora várias opções para você tratar a atrofia vaginal e consequentemente reduzir a sua sintomatologia. No entanto vale ressaltar que atrofia vaginal causada pelo fim da fertilidade feminina não tem cura e você continuará com os sintomas ao longo de toda a vida.

O que difere a atrofia vaginal em diversas mulheres é apenas o grau com que se manifesta. Para algumas mulheres o desconforto é tremendo e com isso é inevitável buscar opções que possam atenuá-los.

Há mulheres  onde a atrofia vaginal praticamente não manifesta incômodos. Porém está presente sim e é perceptível durante alguns momentos no dia-a-dia. Já em outras mulheres que  se acomodam com a situação e que passam nem sequer a incomodar tanto assim.

A atrofia vaginal não tratada pode inclusive dificultar o acesso do seu médico para coletar o exame de prevenção do câncer de colo uterino

Agora voltando às questões dos tratamentos para a atrofia vaginal, os principais são:

  • Reposição hormonal
  • Uso de hidratantes vaginais
  • Laser para aumento do colágeno
  • Entre outros

Para quem fique bem claro estas opções de tratamentos, vou falar um pouco mais sobre cada uma logo abaixo, então continue lendo.

REPOSIÇÃO HORMONAL

Com a chegada do climatério e da menopausa há a queda dos hormônios femininos produzidos pelos ovários. Com isso faze-se a reposição através de uso dos mesmos hormônios.

Essa reposição hormonal é uma excelente opção de tratamento para a atrofia vaginal, no entanto  alguns tipos de hormônios possuem alguns efeitos colaterais que podem ser considerados incômodos ou desfavoráveis (estudo).

Em alguns casos mesmo aplicando a reposição hormonal do estrogênio não há cura total da atrofia vaginal e sim atenuação dos seus efeitos. Assim sua vida fica melhor através o alivio dos efeitos deste acontecimento natural.

USO DE HIDRATANTES VAGINAIS

Os hidratantes vaginais têm como objetivo manter tanto o PH da vagina como também a lubrificação e hidratação da região. Estes produtos são facilmente encontrados no mercado e seu uso é bem simples.

Assim você pode atenuar muito dos sintomas da atrofia vaginal além de também se proteger contra possíveis infecções tanto urinárias como vaginais. Consulte seu ginecologista para a indicação dos melhores produtos para você.

LASER CO2 PARA AUMENTO DO COLÁGENO

O uso do laser CO2 para a estimulação do aumento do colágeno é um tratamento novo e revolucionário (estudo). Sua finalidade é estimular o organismo a produzir cada vez mais colágeno na vagina reduzindo assim os sintomas da atrofia vaginal.

Mas como funciona este laser? Fiquem tranquilas rainhas porque a mentora já vai explicar direitinho para você.

O uso do laser vaginal é bem similar àquele feito tato no rosto como também no pescoço nas clinicas de estética que você já deve até ter visto ou usado por ai.

Basicamente o laser é o uso da temperatura e seus efeitos térmicos na pele. Falando de maneira bem simples o laser causa leves queimaduras superficiais. Essas leves queimaduras precisam ser cicatrizadas e seu corpo sabe disso.

Então inicia-se um processo natural aonde o seu organismo começa a enviar ainda mais colágeno para aquela região. O colágeno é o maior responsável pela elasticidade da pele.

Este procedimento é também conhecido como rejuvenescimento vaginal e geralmente pode ser aplicado na maioria doa casos de atrofia vaginal e em praticamente todas as mulheres.

O tratamento com o laser CO2 reduz significativamente todos os sintomas da atrofia vaginal e não apenas as questões de elasticidade na pele. Sendo indicado em casos de atrofia até mesmo avançadas.

A atrofia vaginal é inerente a natureza humana e ocorre com todas as mulheres, no entanto há opções para melhorar o quadro e atenuar os seus sintomas como você mesma viu.

Até mais rainhas nos vemos em um próximo artigo e também no meu canal no YouTube e nas redes sociais (►►Meu Instagram◄◄ – ►►Meu Facebook◄◄). Espero que o assunto da atrofia vaginal tenha fica bem claro qualquer dúvida deixe seu comentário e lembre-se também de curtir e compartilhar com as amigas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *